CBF convocará Assembleia Geral para para analisar venda de avião e helicóptero

Presidente da entidade máxima do futebol brasileiro, Ednaldo Rodrigues, acredita que valores devem ser aplicados à estrutura, campos, centro de treinamento, iluminação, melhoria nos gramados

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) vive em constantes modificações na temporada 2022. Com a eleição para a posição de presidente firmada em março, Ednaldo Rodrigues tem imposto algumas alterações internas. A mais recente é a convocação de uma assembleia geral no mês de maio para analisar a venda de um avião e um helicóptero pertencentes à entidade. A informação foi divulgada pelo site ge.globo.

 

Nesse sentido, o mandatário almeja conquistar uma receita de R$ 50 milhões mediante as vendas. Anualmente, os valores com a manutenção dos equipamentos alcançam a marca de R$ 13 milhões. “Esse valor tem que ser revertido para estrutura, campos, centros de treinamento, iluminação, melhora nos gramados. A CBF não precisa de aviões”, afirmou Rodrigues.

As aeronaves pertencem ao patrimônio da CBF. Elas só podem ser comercializadas com autorização da Assembleia Geral, conforme o estatuto. Das aeronaves, o helicóptero sequer chegou a ser visto pelo presidente da entidade máxima do futebol brasileiro. No entanto, ainda segundo a publicação, ele mencionou que a aeronave está no plano de patrimônios da CBF e, por essa razão, irá vendê-lo.

Autor(a)

Pedro Moraes

Jornalista, formado pela Universidade Salvador (Unifacs). Possui passagens em vários ramos da comunicação, com destaques para impresso, sites e agências de Salvador e São Paulo. Contato: [email protected]

Deixe seu comentário