Bahia quer levar projeto da SAF ao Conselho Deliberativo até o final de abril

Representantes do clube baiano voltaram no final da semana passada de Manchester

A torcida do Esporte Clube Bahia segue repercutindo bastante a possível venda da SAF do clube para o Grupo City, mas até o momento, ainda não há nada de concreto. Representantes do clube baiano, entre eles o presidente Guilherme Bellintani, viajaram até a Inglaterra na semana passada para conversar olho a olho para garantir mais assertividade e ter um desfecho positivo. De acordo com informação do jornalista PVC, do site Globo Esporte, o Esquadrão pretende levar ao Conselho Deliberativo, até o final deste mês de abril, a proposta de criação de Sociedade Anônima de Futebol.

 

Ainda segundo PVC, dentro do Bahia, faz-se questão de afirmar que não será uma venda, mas um processo construído a quatro mãos, duas brasileiras, duas inglesas, para estabelecer um novo modelo de negócio. Uma sociedade, em que haverá um dos sócios majoritário, neste caso, o City. Portanto, o Tricolor pretende não ser um satélite do Manchester City, como o Montevideo City Torque, no Uruguai.

Após a aprovação da Lei da SAF, no Congresso Nacional, no ano passado, o Manchester City preferia uma associação com times de menor expressão e expectativa de crescimento, e chegou a sondar Londrina e o Ituano. Porém, depois mudou o seu foco, e abriu conversas com Bahia e Atlético-MG. Diga-se, a possibilidade de adquirir a SAF do clube mineiro pode ser um empecilho para o acerto com o Tricolor.

Existe uma conversa entre Grupo City e Atlético Mineiro, contudo, menos avançada do que a do Bahia. O clube baiano considera ter vantagens neste processo. Um deles, o fato de ser auditado há cinco anos e ter certeza dos valores de sua dívida, em torno de R$ 250 milhões. Considerando a expectativa de receita anual antes da pandemia, é como se o Bahia tivesse um real devido para cada real com potencial de arrecadação.

Após a apresentação do projeto para a comissão específica da SAF, que pode ocorrer nas próximas semanas, a comissão vai encorpar um parecer que será votado pelo Conselho Deliberativo. Posteriormente, os sócios ganham a responsabilidade de assumirem a votação do projeto.

Atualmente, o City Football Group conta com dez times: Manchester City, da Inglaterra; Melbourne City, da Austrália; Mumbai City, da Índia; New York City, dos Estados Unidos; Girona, da Espanha; Yokohama Marinos, do Japão; Montevideu City Torque, do Uruguai; Sichuan Jianiu, da China; Lommel, da Bélgica; e Troyes, da França. É o maior conglomerado de times do mundo.

Deixe seu comentário!

1 Trackback / Pingback

  1. Bahia oficializa contratação do atacante Rildo, emprestado pelo Grêmio

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*