Novo diretor avalia crise do Bahia e promete no mínimo seis reforços para Série B

"Sem dúvidas, contratações vão acontecer; no mínimo, seis", afirmou.

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Apresentado oficialmente ao torcedor nesta semana, o novo diretor de futebol do Esporte Clube Bahia, Eduardo Freeland, falou sobre o momento complicado que atravessa o clube e os desafios da temporada, e principalmente sobre a busca por reforços para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série B. Freeland prometeu pelo menos mais seis reforços até o início da Segundona, em abril.

 

“Sem dúvidas, contratações vão acontecer; no mínimo, seis. Temos, obviamente, uma experiência vivida no passado, que a gente entende de algumas capacidades e competências e perfis que esses atletas têm que ter para a competição alvo, que é a Série B. A gente vai ter várias reuniões ao longo das semanas, onde vou entender o processo que o Bahia já tem para entender se já posso contribuir de alguma forma com esse processo de introspecção e finalização da contratação, mas a ideia é a gente começar a falar, se aprofundar e mergulhar nisso agora”, completou o diretor de futebol.

Rebaixado no final do ano passado para a Série B do Campeonato Brasileiro, o Bahia teve um péssimo início de temporada. No Campeonato Baiano, tem chances quase nulas de classificação e pior, corre risco de rebaixamento. Na Copa do Nordeste, chega na última rodada dependendo de uma combinação de resultados.

Na verdade, o futebol, ele é crise quase que na normalidade, porque, por mais que estejamos num bom momento, uma derrota, um empate, ele gera uma crise. O momento é muito delicado, a gente tem ciência disso, mas o que a gente analisa quando a gente tem um escolha de voltar e assumir um cargo tão importante quanto esse para o futebol brasileiro, não só para o Nordeste ou para o estado. A gente tem total consciência disso, porque o Bahia reúne todas as capacidades para sair deste lugar. Tem um elenco que tem bom nível, tem estrutura de um nível muito alto, tem pessoas que comandam o clube e que estão no futebol de um nível muito alto”, disse o diretor de futebol.

Eduardo Freeland veio do Botafogo, onde conquistou o acesso à Série A em 2021, na sua primeira experiência no cenário do futebol profissional. Agora ele espera repetir a dose com o Bahia.

“O ponto central da minha conversa com o presidente Guilherme [Bellintani], é claro, que é o retorno à Série A, mas acontece tudo ao mesmo tempo. No futebol, flui tudo ao mesmo tempo. Eu tenho uma experiência muito grande em futebol de base, e essa experiência me permite acompanhar processos. Dificilmente eu vou conseguir mergulhar no futebol de base, nesse momento tão delicado que a gente vive, vou ter que focar no que é o carro-chefe. No que vai fazer todas as outras questões se elevarem junto, a base e o clube como um todo. Então, o foco vai ser esse, mas, se a gente tem processos muito claros, a gente consegue minimizar possíveis problemas.”

Deixe seu comentário!

5 Comentário

  1. Faltam exatamente 29 dias para o inicio do campeonato brasileiro da Série B e O Presidente ainda está pesquisando quem vai contratar.
    Provavelmente deve está tentando encontrar algum jogador se recuperando de cirurgia, bolacha quebrada ou algum jogador dispensado, descartado no campeonato carioca, mineiro ou paulista.
    Este é o perfil deste presidente amador e mais incompetente do Brasil.
    Chega de Bellitani….

  2. O cara é tão incompetente que conseguiu piorar e envergonhar o clube seja financeiramente ou tecnicamente mais ainda.
    Mesmo com o rebaixamento para a Série B, o odiado Bellitani, não aprendeu com os erros de anos anteriores, sobretudo o ano de 2021.
    Abriu mão de seus melhores jogadores e contratou jogadores que não tem capacidade técnica para jogar no Bahia.
    Continua não só contratando mal, como continua pagando os salários atrasados. E quem contrata mal e errado, gasta duas vezes, porque adiante tem que contratar novamente melhores jogadores. E vale lembrar que todo ano é a mesma coisa.
    E para piorar no primeiro trimestre fica fazendo rodízio num time que nem o principal é capaz de se classificar no fraquíssimo campeonato baiano.
    Burrice total, pois seria melhor ter trazido uns 6 jogadores diferenciados, certamente não teria sido eliminado em todas competições neste início de 2022, mais que tenebroso.
    Montar um bom time, significa retorno de receita e bom desempenho nas competições.
    Não será surpresa alguma, se o Bahia sofrer mais uma eliminação já no primeiro confronto da Copa do brasil.
    Aguardem!!!!!!!

  3. BELLLITANI gastou em sua GESTÃO dinheiro equivalente a um contrato tipo SAF… Rebaixou o clube pra segunda divisão e vem mais PREJUÍZO … Destruindo UM GIGANTE …

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Bahia está pronto para jogo decisivo contra o Jacuipense pelo Baianão
  2. Série B do Baiano 2022 tem 10 clubes garantidos e Série A terá dois rebaixados

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*