Jogadores brasileiros deixam hotel na Ucrânia com destino à Romênia

Os jogadores não estavam querendo pegar o trem alegando falta de segurança.

Jogadores brasileiros que estavam em hotel em Kiev já estão no trem rumo a Romênia — Foto: REPRODUÇÃO

Com a invasão russa à Ucrânia, vários jogadores brasileiros que atuam no país tiveram que ficar abrigados num bunker em um hotel de Kiev. Mas neste sábado, junto com seus familiares e outros brasileiros, os atletas do Shakhtar e Dínamo saíram em um comboio de carros próprios rumo a uma estação de trem localizada a aproximadamente dois quilômetros do Opera Hotel na capital ucraniana. Todos já embarcaram no trem rumo a cidade de Chernivtsi, no Oeste da Ucrânia. De lá, pegarão outro trem para Romênia. A informação foi divulgada pelo site “ge”.

 

Os jogadores não estavam querendo pegar o trem alegando falta de segurança. Porém, já estavam ficando sem comida, e não tiveram outra opção se não deixar imediatamente o local, onde estavam refugiados desde a invasão russa iniciada na última quinta-feira.

O Shakhtar se pronunciou sobre a situação neste sábado e disse estar tentando ajudar os jogadores estrangeiros do clube. “Estamos tentando encontrar opções para evacuar nossos estrangeiros e suas famílias. comunicação interna, trocar informações, apoiar uns aos outros”, disse Sergei Palkin, CEO do Shakhtar.

Confira a nota do Itamaraty (Ministério das Relações Exteriores do Brasil):

“AVISO IMPORTANTE – POSSIBILIDADE DE PARTIDA DE KIEV

Haverá HOJE trem que partirá às 22:00 da Estação Central de Kiev (Залізничний вокзал Київ / Voksal) com destino à cidade de Chernivtsi, no oeste do país.

Caso considerem que a situação de segurança em suas localidades o permita, cidadãos brasileiros e latino-americanos registrados junto à Embaixada poderão dirigir-se à estação (link com localização abaixo). Não é necessário comprar bilhetes. A chefia da estação está avisada do assunto, e buscará atender os cidadãos brasileiros e latino-americanos. Sugere-se que os interessados cheguem com antecedência.

A situação de segurança e de disponibilidade de transporte na cidade é instável e sujeita a mudanças repentinas, de modo que não é possível garantir a partida ou lugares suficientes. Prioridade deverá ser dada a mulheres, crianças e idosos. Viajantes que tenham sucesso em partir com o trem deverão ter em conta relevantes dificuldades na chegada, onde há problemas com a falta de hospedagem, transporte para a fronteira, bem como longas filas na imigração.

Os cidadãos que decidirem escolher essa viagem o farão por conta e risco próprio. A embaixada terá condições mínimas de prestar ajuda durante o trajeto até a fronteira com a Romênia, embora esteja sendo negociada a possibilidade de que o Conselho Regional de Chernivtsi ofereça transporte até a fronteira.

A embaixada do Brasil em Bucareste informará às autoridades romenas os nomes e números de documento de todos aqueles que embarcarem no trem, com vista a assegurar, na medida do possível, que os trâmites para entrada na Romênia sejam expeditos. A embaixada em Bucareste tentará, ainda, contratar ônibus para trasladar os cidadãos brasileiros até a capital romena.

Solicita-se a todos que se mantenham atentos às comunicações neste canal (Telegram e Facebook) para possíveis mudanças de planos.

Os cidadãos e seus familiares devem estar munidos de documentos de viagem ou identificação. Sendo esta uma evacuação de emergência, os passageiros devem carregar consigo apenas o essencial”.

Autor(a)

Fellipe Costa

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário