Diretor do Vitória fala sobre situação de Luan Silva e dívida com Walter Bou

"O presidente já está trabalhando para quitar essa dívida e regularizar", disse.

Foto: Mauricia da Matta / EC Vitória

O Esporte Clube Vitória anunciou nos últimos dias o retorno do atacante Santiago Tréllez, que defendeu o clube em 2017, sendo o principal destaque do time rubro-negro na Série A daquele ano. Porém, o colombiano ainda não foi registrado no Boletim Informativo Diário da CBF por conta da punição imposta pela FIFA em virtude da dívida com o atacante Walter Bou e o Boca Juniors. Em entrevista ao programa Itapoan Esportes, da Rádio Itapoan FM, o diretor de futebol Alex Brasil afirmou que o Vitória está correndo contra o tempo para resolver a pendência.

 

“O presidente já está trabalhando para quitar essa dívida e regularizar, quanto antes, para poder registrar novos atletas.”

O dirigente também falou sobre a situação do atacante Luan Silva, que retorna ao clube após empréstimo ao Palmeiras. “Luan tem contrato com o Vitória e sabemos que ele vem de um momento complicado, com históricos de lesões recentes. Por ser jogador do clube, a partir do momento que ele estiver apto, deve retornar para cumprir suas atividades normalmente.”

Natural de Salvador, Luan Silva dos Santos é cria das divisões de base do Esporte Clube Vitória. O atacante se destacou na Copa São Paulo de 2018, e chegou a ser monitorado por clubes europeus. Promovido aos profissionais do Leão, nunca conseguiu se firmar devido as sucessivas lesões. Em 2019, aos 20 anos, Luan foi emprestado com opção de compra no valor fixado de 3,5 milhões de euros por 50% dos direitos econômicos.

O Vitória, que tinha 75% dos direitos do jogador, ficaria com 25% para uma futura venda. Os outros 25% pertencem ao atleta. No início de 2021, o Palmeiras adquiriu 15% dos direitos econômicos de Luan Silva, e tinha a possibilidade de comprar mais 35% ao fim do ano para ficar com o atleta em definitivo. Porém, o atleta passou praticamente todo o tempo no DM e fez apenas um jogo em três anos no Verdão.

 

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*