Presidente da Juazeirense justifica saída do técnico Francisco Diá

Ele afirmou que o pedido de demissão do técnico Francisco Diá se deu por "desgaste interno entre jogadores".

Foto: Divulgação / Juazeirense

Na noite do último domingo (23), a Juazeirense anunciou o desligamento do técnico Francisco Diá, após a goleada sofrida para o Jacuipense, por 5 a 2. Em entrevista ao Bahia Notícias, o Presidente do clube, o deputado estadual Roberto Carlos (PDT) afirmou que o pedido de demissão do técnico Francisco Diá se deu por “desgaste interno entre jogadores”.

 

“É indiscutível que Francisco Diá tenha competência. Mas, infelizmente, na Juazeirense ele não conseguiu transmitir uma mensagem que os jogadores pudessem entender. Nosso time não desempenho o futebol dos últimos anos. O resultado de ontem fez com que ele pedisse demissão, e eu acatei. Até porque eu estava vendo um pouco de desgaste”, afirmou, em entrevista ao Bahia Notícias.

Dessa maneira, o Cancão de Fogo vai para seu terceiro técnico na temporada 2022. Diá foi contratado pela equipe em novembro do ano passado e tinha vínculo contratual com o clube baiano até o final da Série D do Campeonato Brasileiro. Agora, a Juazeirense tenta anunciar um novo comandante até o próximo domingo (30), quando enfrenta o Vitória da Conquista, às 18h30, no estádio Adauto Moraes, pela 3ª rodada.

A equipe de Juazeiro se encontra na 8ª posição, com um ponto conquistado, a três do Vitória (4°) e a um do Doce Mel (9°).

Deixe seu comentário!

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Dinei inicia a fase de recondicionamento no campo após cirurgia no joelho
  2. Palmeiras goleia o Santos e é campeão inédito da Copinha; veja os gols

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*