Futebol Baiano fecha 2021 com rebaixamentos nas 3 divisões e nenhum acesso

Bahia, Vitória e Jacuipense sofreram descensos neste ano, enquanto equipes baianas que disputaram a 4ª divisão não conseguiram sucesso no acesso

Em formato de ‘escadinha’, o cenário do futebol estadual nas competições nacionais enfrenta uma fase ruim. Após seis anos do rebaixamento duplo de Bahia e Vitória para a Série B do Campeonato Brasileiro, o estado da Bahia não terá um representante na elite do futebol nacional. Isso porque, o Esquadrão de Aço, único time local a disputar o Brasileirão, sofreu o rebaixamento à Segundona de 2022.

 

Do mesmo modo, o Leão da Barra acendeu a performance negativa do futebol estadual com o descendo à Série C, bem como a Jacuipense, equipe que também caiu, no entanto, para a 4ª divisão. Em suma, desses três clubes, o Leão do Sisal conheceu a queda mais rapidamente, em setembro.

Para completar o ano, dois dos três representantes baianos – Atlético de Alagoinhas e Bahia de Feira – na Série D, sequer passaram da fase inicial da competição, ou seja, ficaram distante da conquista do acesso à Terceirona. Por outro lado, a Juazeirense avançou de fase, porém, perdeu a vaga para o Atlético-CE nos pênaltis.

O panorama negativo se estende até a divisão mais inferior do futebol nacional, já que os baianos da Série D também não tiveram sucesso em 2021. Atlético de Alagoinhas e Bahia de Feira caíram ainda na primeira fase da competição.

Deixe seu comentário!

1 Comentário

1 Trackback / Pingback

  1. Novos reforços do Vitória, lateral e atacante são regularizados

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*