Confira a situação dos jogadores emprestados pelo Bahia 

Outros jogadores, com contrato encerrando no final deste ano, têm futuro incerto no clube

Rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro, o Esporte Clube Bahia acertou a permanência do técnico Guto Ferreira e também do goleiro Danilo Fernandes. Outros jogadores, com contrato encerrando no final deste ano, têm futuro incerto no clube, entre eles, os laterais Nino Paraíba e Renan Guedes, o zagueiro Conti, os volantes Jonas, Pablo e Raniele, os meias Ramírez, Rodriguinho e Thonny Anderson, e os atacantes Gilberto, Ronaldo, Isnaldo e Maycon Douglas. Porém, o Esquadrão também precisa definir o futuro dos atletas que estavam emprestados, mas retornam no início de 2022, casos do zagueiro Ignácio, do lateral Moisés, e dos atacantes Marco Antônio e Clayson.

 

IGNÁCIO

Apesar do rebaixamento da Chapecoense, Ignácio teve boas atuações pelo clube catarinense e a tendência é que o defensor de 24 anos seja aproveitado pelo Esquadrão no próximo ano. Ele atuou em 23 partidas nesta Série A. O seu vínculo com o Tricolor é válido até o fim de 2022.

MOISÉS

Moisés foi repassado ao Internacional por empréstimo em 2020, mas com parte dos seus direitos econômicos adquiridos pelo clube gaúcho. Se quiser permanecer com o jogador, o Colorado precisa comprar mais 15%, fixados em R$ 3 milhões, o que até o momento não aconteceu. Sendo assim, o seu contrato será renovado automaticamente com o Tricolor Baiano. As negociações seguem, mas a tendência é que ele retorne ao clube baiano em 2022.

MARCO ANTÔNIO

Um dos principais destaques do Botafogo na campanha do acesso à Série A, o atacante Marco Antônio disputou 37 jogos, marcou 9 gols e deu 3 assistências. O clube carioca até se interessou pela permanência do jogador, porém, o Esquadrão pediu 2 milhões de euros, valor fixado no contrato para opção de compra. Com contrato até fevereiro de 2023, o atleta vai retornar ao Esquadrão, e deve ser utilizado até que apareça uma boa proposta.

CLAYSON

Uma das piores contratações do Bahia na gestão de Bellintani, o atacante Clayson não vingou em Salvador, foi bastante criticado e acabou emprestado ao Cuiabá. O jogador de 26 anos se destacou pelo time mato-grossense, disputando 39 jogos, marcando 3 gols e dando 5 assistências, sendo peça importante para a permanência do clube na Série A e a classificação para Copa Sul-Americana. O Cuiabá tinha até a opção de compra, no entanto, dispensou o atleta antes do tempo por conta da acusação de agressão a uma mulher. O contrato do atleta com o Bahia é válido até o final de 2022.

Autor(a)

14/12/2021 às 11h47

Fellipe Costa

Redator e Administrador do Futebol Bahiano. Contato: [email protected]

1 Trackback / Pingback

  1. Com caras novas, Bahia de Feira se reapresenta para temporada 2022

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*