Bahia suspende futebol feminino até abril e jogadoras fazem desabafo

Equipe acabou rebaixada no Brasileiro A1 nesta temporada

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Na manhã desta sexta-feira (17), o Esporte Clube Bahia decretou a suspensão das atividades da equipe feminina até abril de 2022. A decisão, segundo justificativa do Esquadrão de Aço, gira em torno da falta de competições da categoria até maio. Nesse sentido, o anúncio integra a reformulação e adaptação ao orçamento atualizado no setor financeiro do clube, sobretudo, em decorrência do rebaixamento do time masculino para a Série B do Campeonato Brasileiro. Além disso, outra mudança aconteceu na equipe sub-20, onde o técnico Eduardo Guadagnucci sofreu desligamento.

 

“Em razão da ausência de competições até maio de 2022, somada à queda de receitas na ordem de 50% do orçamento tricolor para 2022, o projeto do time feminino também precisará sofrer adaptação, a exemplo do futebol masculino e da divisão de base do Esquadrão. A reapresentação acontecerá em abril e as atletas que possuem contrato até a próxima temporada continuarão vinculadas à equipe”, cita a nota. “O projeto retornará em abril com a mesma seriedade e objetivo de voltar ao Campeonato Brasileiro A1”, finaliza a nota.

Nas redes sociais, a zagueira artilheira Aila relatou ser o dia mais triste da vida dela. Em entrevista ao “ge”, uma jogadora, que não quis ser identificada, relatou que o elenco estava mantendo a rotina de treinos, quando foi chamado para um auditório do centro de treinamento. A jogadora conta que todo o elenco está em choque e temeroso pelo futuro.

“Estamos muito acabadas, chorando muito. Estamos sem saber o que fazer. Nós dependemos disso, acreditamos no Bahia, e agora o clube nos deixou assim”, relata.

Deixe seu comentário!