Técnico do Bahia Sub-17 fala sobre jogo de volta da final contra o Vitória

O técnico tricolor, Fernando Oliveira avaliou a atuação da sua equipe nessa partida

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

A equipe sub-17 do Bahia largou bem na decisão do Campeonato Baiano, ao vencer o primeiro clássico Ba-Vi da final por 2 a 1, na casa do adversário. O técnico tricolor, Fernando Oliveira avaliou a atuação da sua equipe nessa partida, além do resultado construído.

 

“A gente sai com a convicção de que produzimos bastante e o placar não condiz com a superioridade que tivemos em diversos momentos. Mas a gente sabe que é uma final, que foi um jogo fora de casa, e isso acaba influenciando emocionalmente no nosso jogo. São atletas de 16, 17 anos que estão em um processo de amadurecimento. Mas saímos felizes e contentes com relação ao que a gente conseguiu desempenhar e o fato de ter vencido o clássico no jogo fora de casa”, afirmou.

Hoje na categoria Juvenil, Fernando teve a oportunidade de trabalhar com os atletas desta equipe desde idades inferiores, quando comandou os times sub-14 e sub-15 do Esquadrãozinho. Ele falou sobre como essa relação o ajuda nos momentos de correções e orientações dentro das partidas.

“O fato da gente ter quatro anos juntos acaba contribuindo também na minha curta caminhada como treinador. Com relação à ideia do treinador perder a vaidade e orgulho, no que diz respeito ao jogo. O jogo é dos jogadores. Isso acaba me ensinando muito nesse sentido, porque a gente acredita que consegue gerar os comportamentos necessários, mas sempre a decisão e aquilo que eles conseguem enxergar no campo, será do jogador. Então essa caminhada de quatro anos nos dá essa sabedoria de entender que são atletas que precisam achar soluções para os problemas que eles vão encontrar no campo. E a gente nada mais é do que um guia nesse processo. Mas eu fico muito feliz com o fato dos atletas conseguiram buscar solução para os problemas que o jogo vai oferecendo a eles”, explicou.

Com o triunfo na ida, os garotos tricolores jogarão a próxima partida podendo empatar para levantar o troféu de Campeão Baiano. O comandante detalhou um pouco do trabalho que está sendo realizado nesta semana que antecede a finalíssima.

“São dois vieses extremamente importantes que a gente precisa conduzir nesses dias. Primeiro o foco foi a recuperação que a gente entende que há um desgaste significativo entre um jogo e outro. E o outro é a ideia da ambição, do desejo de evolução. A gente acredita que precisamos encontrar pontos a evoluir de um jogo para outro, para que isso seja instigador ao ponto da gente melhorar o nosso desempenho e que consequentemente o resultado seja melhor a nosso favor”, declarou.

Bahia e Vitória decidem a taça do Estadual sub-17 nesta quinta-feira (25), no estádio de Pituaçu, em horário a ser divulgado pela Federação Bahiana de Futebol.

 

Deixe seu comentário!

1 Trackback / Pingback

  1. Ex-Ceará e Palmeiras, centroavante pode reforçar o Barcelona em 2022

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*