Guto diz que provocação foi ‘combustível’ para Bahia vencer o Grêmio

Com o triunfo, o Bahia chegou aos 40 pontos e deixou o Z-4, assumindo o 16º lugar

Foto: Felipe Oliveira/ECB

O Esporte Clube Bahia encerrou o jejum de três jogos sem vencer e na noite desta sexta-feira derrotou o Grêmio pelo placar de 3 a 1 na Arena Fonte Nova, em confronto direto e de extrema importância na luta contra o rebaixamento, valendo pela 36ª rodada. Matheus Bahia, Raí e Daniel marcaram para o time baiano. Thiago Santos descontou para a equipe gaúcha. Após o jogo, o técnico Guto Ferreira afirmou que a provocação da diretoria do clube gaúcho às vésperas do jogo, foi combustível para o Esquadrão vencer a partida.

 

“A necessidade e o profissionalismo da equipe que fez o resultado. A partir daí, a boca fala o que quer. Se o cara quer dar combustível pra gente… Ninguém gosta de ser colocado para baixo verbalmente. Falou mal da nossa torcida. Mexeu em coisas que só nos motivou, com certeza. A cereja do bolo foi dada por eles. Foi gasolina para nós”, disse.

Guto também analisou os dois tempos da partida. “Houve uma mudança tática a partir do nosso segundo gol. Eles sacam o Bobsin. Era uma equipe mais postada. Por ele não ter os jogadores 100%, ele tenha montado a estratégia de colocar no decorrer, tipo Douglas Costa, Campaz… Só que a emergência de 2 a 0 ele bota o Campaz. A nossa equipe estava estruturada e tomando conta. Ele consegue empurrar mais a nossa equipe porque, com o 2 a 0, tinha que se defender para não tomar gol e atacar. A gente acabou sem saída no primeiro tempo”, disse.

“No segundo tempo a gente volta diferente e eles voltam ainda mais diferentes, com o lado direito totalmente novo, com Douglas e Rafinha. Nos comportamos bem, mas tivemos decréscimo de situação física. E aí, com a entrada de Ronaldo, Daniel e Rodallega, tivemos jogadores descansados para fazer saída. Nosso time voltou a crescer. Tomamos o gol, mas a partir dali, agredimos mais e chegamos. Fizemos várias ações, uma delas por detalhe que não validou o gol. É próprio do que a gente tinha montado para agredir o Grêmio. A partir da entrada do Daniel, Rodallega e Ronaldo, passamos a ter saída forte. Fizemos o terceiro gol, fechamos totalmente a equipe e o Rodallega lá na frente. Isso fez com que o Grêmio não conseguisse entrar e tivemos campo para explorar os contra-ataques e terminar com esse grande triunfo”, pontuou.

Com o triunfo, o Bahia chegou aos 40 pontos e deixou o Z-4, assumindo o 16º lugar, igualando a pontuação do Juventude, mas ultrapassando pelo critério do número de vitórias. O Grêmio segue com 36 pontos, no 18º lugar, e com um jogo a mais. Na próxima segunda-feira (29), o Esquadrão enfrenta o Atlético-GO, que aparece um degrau acima, em 15º com 41 pontos. O jogo está marcado para 19h, no Estádio Antônio Accioly, em Goiânia, pela 35ª rodada do Brasileirão.

Deixe seu comentário!

3 Comentário

  1. GUTO NA MORAL ESTE COMBUSTÍVEL NÃO É FRUTO DO ILUSIONISTA BELLLITANI BLÁ BLÁ BLÁ QUE DESCOBRIU PETRÓLEO NO CT DIAS D’ÁVILA … E SIM DE NOSSA CAMISA… RESPEITA NOSSO BAAAEEEA … POIS GESTÃO NÃO TEMOS E É UM FATO …

  2. KKKKKKKKK COMBUSTÍVEL FOI OS TORCEDORES.. VEJA FORTALEZA E CEARÁ LUTANDO POR LIBERTADORES … O BAAAEEEA CONTRA O REBAIXAMENTO INFELIZMENTE …FALA SÉRIO … FRUTO DESTA FRACASSADA GESTÃO BELLLITANI TITANIC … ANOTEM AI VENDA DO FAZENDÃO ESTÁ PRÁ SER ANUNCIADA DX BAAAEEEA TÁ ENTRE OS 16 CONFIRMADO… ESTÁ CONTA TÁ CHEGANDO …

3 Trackbacks / Pingbacks

  1. Bahia complica a vida do Grêmio, que pode cair na próxima rodada
  2. Torcida do Remo esgota ingressos para jogo que pode empurrar o Vitória para Série C
  3. Vice-presidente do Grêmio relata tristeza e chateação após derrota para o Bahia

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*