Baianão: Atlético e Bahia largam na frente e devem reeditar final de 1973

Atlético goleou a Juazeirense e Bahia venceu o Jacuipense

Fotos: Felipe Oliveira / EC Bahia

Os finalistas do Campeonato Baiano de 2020 serão conhecidos apenas no próximo domingo (02), no entanto, a final está praticamente desenhada e faltando apenas a confirmação oficial. Na quarta-feira, o Atlético de Alagoinhas deu um passo enorme para voltar a disputar uma decisão de Baianão. De virada, goleou a Juazeirense pelo placar de 4 a 1, com gols de Magno Alves, Edilson, Lucas Alisson e Dedeco. Com isso, o Atlético pode perder por até dois gols de diferença no domingo, no Estádio Antônio Carneiro, e ainda assim garante a vaga na final. A Juazeirense, que não perdia em casa desde abril de 2018, precisa vencer por quatro gols de diferença para se classificar no tempo normal, ou por três gols para levar a decisão para a disputa por pênaltis.

 

Nesta quinta-feira, foi a vez do Esporte Clube Bahia encaminhar sua vaga. Mesmo utilizando um time alternativo, venceu o Jacuipense, pelo placar de 2 a 0, atuando no Estádio Eliel Martins, na cidade de Riachão do Jacuípe, pelo jogo de ida da semifinal do Campeonato Baiano. Os gols foram marcados por Marco Antônio, aos 36 minutos do primeiro tempo, e Alesson, aos 18 minutos da etapa final. Com o triunfo, o Esquadrão agora pode perder até por um gol de diferença que garante vaga na final do Baianão. O Leão do Sisal precisa devolver o placar para levar para os pênaltis ou vencer por três gols para se classificar no tempo normal.

É claro que o futebol é imprevisível e tudo pode acontecer no próximo domingo, no entanto, Bahia e Atlético de Alagoinhas largaram bem na frente e devem confirmar a classificação no domingo, para voltarem a se enfrentar em uma final de Campeonato Baiano depois de 47 anos. O último e único ano em que o Carcará chegou na grande decisão foi em 1973, porém, acabou perdendo o título para o Esporte Clube Bahia, na época comandado pelo técnico Evaristo de Macedo. Após perder o título do ano anterior para o rival Vitória, o Esquadrão retomou a hegemonia estadual de forma avassaladora e teve uma campanha incrível: em 30 jogos, foram 21 vitórias, 8 empates e apenas 1 derrota. Na grande decisão, o adversário foi o Atlético de Alagoinhas e o Bahia venceu por 2 x 0.

VEJA TAMBÉM

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*