Vinícius é artilheiro e atleta com mais participações em gols na Copa do Nordeste

Na primeira fase, Vinícius marcou um gol contra o Bahia pelo Nordestão

(Foto: Aurélio Alves/ O POVO)

O meia Vinícius teve uma passagem razoável pelo Esporte Clube Bahia, mas caiu nas graças da torcida, principalmente pela rivalidade com o Vitória, sendo um dos destaques na campanha do título baiano de 2018. Contratado em 2017, vindo de uma passagem sem brilho pelo Náutico e conturbada pelo Athletico-PR, atuou 87 partidas, anotando 19 gols com a camisa tricolor. Em 2019, deixou o clube e assinou contrato com o Clube Atlético Mineiro, marcando sete gols em 41 partidas. Em janeiro deste ano, foi emprestado ao Ceará até 2020 e no Vovô virou VINA, tem sido peça importante no elenco alvinegro desde sua chegada na capital cearense, como destaca a reportagem do site do Ceará.

 

Falando especificamente da Copa do Nordeste, os números individuais do meia falam por si só. Artilheiro e atleta com mais participações diretas em gols, Vina é um dos pilares do Vozão na campanha do Regional. Já no primeiro jogo alvinegro na competição, Vinícius foi fundamental. Com um gol e uma linda assistência, o camisa 29 teve participação direta no gol do Vozão no empate com o Freipaulistano. Na quarta rodada do campeonato, em partida diante do Bahia, Vinícius foi o responsável por um dos gols mais bonitos da competição. Após tabela com Samuel Xavier, Vina acertou o ângulo do time baiano.

Na rodada seguinte, desta vez contra o Botafogo/PB, Vinícius bateu o escanteio que resultou na cabeçada de Klaus que abriu o placar para o Mais Querido na ocasião. No jogo seguinte, goleada do Time do Povo para cima do River e mais um gol e uma assistência na conta de Vinícius.

Pouco depois disso, veio a pausa no futebol nacional e, é claro, no Nordestão o que não interferiu no desempenho de Vina. Na volta do campeonato regional, diante do CRB, o meia foi o autor do primeiro gol do Time do Povo, em cobrança de pênalti. Também de pênalti, Vina marcou o gol da classificação do Vozão nas quartas de final, desta vez diante do Vitória, um velho conhecido do meio-campista.

No último jogo, Clássico-Rei que colocou o Vozão na decisão da Copa do Nordeste, Vina não marcou, mas foi o responsável pelo cruzamento para Klaus no lance do gol da vitória. Até aqui, foram cinco gols e três assistências no Nordestão. Vina e os companheiros terão pela frente mais dois jogos para buscar a manutenção dos bons números individuais e, é claro, o bicampeonato do Mais Querido na principal competição regional de nosso país.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*