Treinador com curta passagem pelo Bahia é demitido pelo Criciúma

Doriva não se sustentou mesmo com avanço na Copa do Brasil

A passagem de Doriva pelo Criciúma não durou muito tempo. Apresentado no dia 7 de dezembro do ano passado, o treinador foi demitido na noite de segunda-feira (4) após uma reunião entre a direção do clube. Junto com ele, deixou também o Tigre o diretor executivo de futebol Nei Paldolfo. Por meio de uma nota oficial, o Criciúma agradeceu “os dois profissionais pela lealdade e profissionalismo durante todo o período a serviço do clube”.

Doriva deixou o Criciúma apenas como o sexto colocado no Campeonato Catarinense, com 14 pontos conquistados em 33 disputados, nos 11 jogos. O auxiliar técnico Wilsão assume o time interinamente. Neste domingo (10), o Tigre enfrenta a Chapecoense em casa em partida válida pela 12ª rodada do Campeonato Catarinense. A classificação para a terceira fase da Copa do Brasil não foi suficiente para manter o treinador firme no cargo.

“A direção do Criciúma Esporte Clube, em reunião nesta segunda-feira (04/03), decidiu encerrar os vínculos do diretor executivo de futebol, Nei Pandolfo, e do técnico Doriva. O Criciúma agradece os dois profissionais pela lealdade e profissionalismo durante todo o período a serviço do clube e deseja sucesso nos próximos desafios. Para a partida de domingo (10/03), contra a Chapecoense, no estádio Heriberto Hülse, o auxiliar técnico, Wilsão, assumirá a equipe interinamente.”, disse a nota.

Na sua primeira temporada como treinador, Doriva desbancou os grandes paulistas e conquistou o Campeonato Paulista de 2014 com o Ituano. Depois, rodou por Atlético-PR, Vasco (onde foi campeão carioca), Ponte Preta, São Paulo, Bahia, Santa Cruz, Atlético-GO, Grêmio Novorizontino. Seu último clube foi o CRB onde conseguiu evitar o rebaixamento do clube alagoano para a Série C.



Deixe seu comentário

3 Comentário

1 Trackback / Pingback

  1. check more

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*