Presidente do Bahia explica prazo e solicita ao Ceará retorno de Juninho

Bellintani disse que houve um equívoco do dirigente do Ceará

Em entrevista ao Jornal Cearense O POVO na última terça-feira, o presidente do Ceará, Robinson de Castro, confirmou a permanência do volante Juninho, que está emprestado até dezembro deste ano e tem contrato com o Bahia até o fim de 2019. O mandatário revelou que o clube baiano tinha um prazo para solicitar o retorno do jogador e como não aconteceu, ele assinaria em definitivo com o Vozão. O jornal, na matéria, diz ter apurado que o prazo se encerrou no último dia 15 de dezembro.

Após repercussão da matéria e questionamentos de torcedores nas redes sociais, o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, negou a informação. “Quem falou isso não teve acesso ao contrato. Falou porque quis falar sem saber do que estava falando. Deve dar algum prazer isso. Em breve passaremos as decisões e as informações de forma transparente”, disse Bellintani.

Ainda segundo o presidente do Bahia, houve um equívoco do dirigente do Ceará em relação a datas e prazos do contrato. O tal prazo para solicitar a volta do jogador até 15 de dezembro só teria validade se o Vozão não tivesse ficado na Série A. Como o clube cearense permaneceu, o prazo é 31 de dezembro. Além disso, o mandatário afirmou que o clube baiano solicitou o retorno de Juninho para a reapresentação em janeiro, mas explicou que ele ainda pode ser emprestado novamente e o clube cearense tem a prioridade.

“O prazo seria 15 de dezembro se o Ceará não tivesse ficado na Série A. O Bahia já notificou o Ceará, pedindo o Juninho de volta. E vamos discutir o empréstimo do Juninho ou a permanência dele aqui. Como o Ceará permaneceu, o prazo na cláusula é até o dia 31 de dezembro. A conversa com o Ceará já começou, mas ainda não avançou. Temos uma boa relação com Ceará. Tem o interesse de outros dois clubes, mas isso tudo a gente discute primeiro com o Ceará. Se chegarmos num denominador comum, ótimo”, afirmou Bellintani.



VEJA TAMBÉM

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*