Atlético Paranaense sofre, mas conquista a Copa Sul-Americana 2019

Furacão derrotou o Junior Barranquila nos pênaltis

O Atlético Paranaense confirmou hoje à noite, aliás, como previsto, sua condição de quase imbatível quando atuando diante dos seus torcedores em Curitiba (na atual competição, só perdeu nos seus domínios para o Bahia), e conquistou o seu primeiro título internacional na sua longa história de 94 anos, com recorde de público na Arena da Baixada. No entanto, a conquista foi obtida com uma dose de agonia acima daquela esperada.

O time sofreu e apenas empatou com Junior Barranquilla da Colômbia no tempo regulamentar pelo placar de 1 x 1 em plena Arena da Baixada, com Pablo abrindo o placar para o time brasileiro, enquanto Téo Gutiérrez de cabeça descontando para o bom time colombiano, repetindo exatamente o placar do jogo anterior e como consequência, levando a decisão para um tempo adicional de 30 minutos.

No tempo de regular, o Atlético empurrado por 40 mil torcedores o Atlético Paranaense começou melhor, no entanto, o time colombiano equilibrou a partida, se superou e passou a oferecer uma trabalheira enorme, notadamente no segundo tempo quando dominou completamente a partida e por pouco não azedou as pretensões do time brasileiro quando perdeu uma infinidade de gols por intranquilidade e não exercendo no placar a sua enorme superioridade.

Na prorrogação, o quadro não se modificou, porém, o equilíbrio foi restabelecido, com o empate persistindo com o Junior Barranquilla  perdendo OUTRA vez uma penalidade, agora levando a decisão para as doloridas cobranças das penalidades, de forma sequencial e regular como modalidade de desempate. O que esperar de um time que nos últimos 8 pênaltis, perdeu 7, em competições sulamericanas? Justamente o que aconteceu. Na marca da cal, o time colombiano voltou a tremer, perdeu duas penalidades das cinco, enquanto o CAP anotou quatro, perdendo apenas uma e saindo vencedor.

Com o triunfo por 4 x 3 nos pênaltis, o Furacão conquistou de forma inédita o título de Campeão da Copa Sul-Americana na sua edição 2019 e se junta à Chapecoense (2016), São Paulo, 2012 e Internacional em 2009 como os clubes brasileiros com sucesso na competição. No entanto, os argentinos continuam reinando no torneio sul-americano com oito títulos conquistados, contra três dos brasileiros.

Com o título, o Atlético-PR garante vagas na fase de grupos da Libertadores da América em 2019, na Recopa Sul-Americana e na Copa Suruga, uma competição organizada pela Associação Japonesa de Futebol e pela Conmebol. Além da participação em torneios internacionais, o clube embolsa uma premiação que ultrapassa os R$ 25 milhões.



VEJA TAMBÉM

Deixe seu comentário