Enderson não disse a que veio e Bahia hoje joga pior que na época de Guto

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Amparado pelo triunfo conquistado no dia 9 de maio, há mais de dois meses, quando ainda era comandado pelo técnico Guto Ferreira, o Esporte Clube Bahia hoje treinado por Enderson perdeu para o Vasco da Gama, por 2 a 0, mas venceu no placar agregado e conquistou a classificação para as quartas de final da Copa do Brasil para enfrentar o Palmeiras. Amparado pelo 3 a 0 da ida, o Esquadrão abraçou o regulamento, abdicou de jogar futebol, e aos trancos e barrancos segurou a pressão vascaína em São Januário.

Mais um jogo típico: Joga mal fora de casa, não marca gol e é operado pela arbitragem (como já havia sido nas finais da Copa do Nordeste). Pênalti inexistente, encheu o time de cartões, falta em Edigar Junio não marcada, falta na entrada da área inventada para o Vasco, impedimento errado marcado, expulsão inexplicável de Léo.

Enfim, classificação horrorosa. Bahia hoje jogou igual o Sampaio Corrêa na final da Copa do Nordeste, fazendo cera e anti-jogo, tem gente que acha isso bonito. Vasco não jogou nada e quase se classifica. Apesar do pênalti inventado, alguém fez um corte bisonho que originou o lance. Bahia está muito mal, inclusive psicologicamente.

O técnico Enderson Moreira não disse a que veio e o time hoje joga pior que na época de Guto Ferreira. Vai pegar o Palmeiras e só virando a chave totalmente para pensar em se classificar. 4 jogos sem marcar e estando pouco perto de fazer isso. Em tempo: sem Mena que estaria vendido time não tem lateral esquerdo para jogar.

Zé Duarte, torcedor do Bahia, amigo e colaborador do Futebol Bahiano.



Bahia atira pedra em Santo, perde para o Vasco, mas segue na Copa do Brasil

Deixe seu comentário