Bahia atira pedra em Santo, perde para o Vasco, mas segue na Copa do Brasil

Há mais de dois meses, no dia 9 de maio, o Bahia ainda com Guto Ferreira aplicou 3 a 0 no Vasco de Zé Ricardo na Arena Fonte Nova, com gols de Vinícius, Edigar Junio e Zé Rafael, resultado que deu uma vantagem excelente para o jogo desta noite (16) no estádio São Januário, no Rio de Janeiro.

Podendo perder até por dois gols de diferença, o Esquadrão abraçou o regulamento e abdicou de jogar futebol, certamente confiando na vantagem construída em Salvador, e amparado por esse “conforto”, segurou a pressão vascaína e avançou às quartas de final mesmo perdendo para o Vasco por 2 a 0, com gols de Yago Pikachu e Andrey.

Com a classificação conquistada após placar agregado de 3 x 2, o Bahia avança para enfrentar o Palmeiras nas quartas de final da Copa do Brasil. Agora, o Esquadrão muda o foco e vira suas atenções para o Campeonato Brasileiro, quando na quinta-feira já enfrenta a Chapecoense, às 19h30, na Arena Chapecó, pela 13ª da Série A.



No primeiro tempo, o Bahia abdicou de jogar bola e (covardemente) apenas se defendeu, o que já é era de se esperar, colocou a vantagem debaixo do braço e tentou à todo tempo esfriar o jogo, porém, errando muitos passes e cometendo muitas faltas, algumas desnecessárias. Só contra-atacou uma única vez e mais nada fez.

O Vasco, por sua vez, com todas suas limitações, foi para cima e mesmo não sendo muito agressivo, arranjou um pênalti do lateral Nino Paraíba que derrubou Andrés Ríos na área. Yago Pikachu anotou aos 33 minutos, mas a reação vascaína parou por aí na etapa inicial.

Na etapa final, o cenário permaneceu o mesmo. Vasco focado e pressionando, Bahia perdido e se segurando do jeito que dava, aos trancos e barrancos. O também perdido Enderson Moreira resolveu mudar, tirou Nino Paraíba para colocar Flávio (improvisação que fracassou na final da Copa do Nordeste).

A merda veio logo em seguida, aos 19 minutos, com Andrey marcando de cabeça após cruzamento, incendiando São Januário e deixando a partida dramática para os tricolores, porém, nos minutos finais o Vasco perdeu um pouco do gás, viu Andrés Ríos ser expulso e não conseguiu alcançar o terceiro gol que levaria a decisão para os pênaltis. Ainda teve tempo para expulsão do lateral Léo, do Bahia.

Deixe seu comentário