Novo camisa 9 do Bahia justifica baixo rendimento no futebol turco

Acertado com o Bahia e já treinando no Fazendão, aguardando apenas o anúncio oficial, o atacante Gilberto chega para vestir a camisa e jogar, reforço para um setor bastante carente e que hoje conta somente com Edigar Junio e Brumado (ambos lesionados), além do contestado e criticado Kayke que pode até receber uma nova chance neste domingo diante do Botafogo, quem sabe, a última.

Gilberto terá todo o intervalo da Copa do Mundo para se preparar, principalmente fisicamente, já que na Turquia jogou apenas 12 jogos, nenhum deles começando como titular, e marcou dois gols. Em 2017, pelo São Paulo, foi artilheiro do Paulistão anotando 9 gols em 11 jogos, porém, no Brasileiro marcou apenas 2 gols em 17 partidas, apenas dois como titular. Em entrevista ao jornal Extra, ele justificou o rendimento baixo no futebol turco.

“Não fiz a pré-temporada junto com a equipe e por isso cheguei com a parte física um pouco abaixo dos demais. Além disso, levei um tempo pra me adaptar ao estilo de jogo do time […] Preciso jogar. Ficar no banco e só esperar, sabendo que não chegaria uma chance, é complicado”,  disse.




Revelado no Confiança, Gilberto acumula passagens por Vasco, São Paulo, Santa Cruz, Vera Cruz-PE, Internacional, Sport, Portuguesa, Toronto FC e Chicaco Fire. Lembrando que ele não poderá enfrentar o Ceará pela semifinal da Copa do Nordeste, afinal, o prazo de inscrição de novos atletas já está encerrado, e a Série A só volta após a Copa do Mundo, tendo pela frente o tricolor apenas dois jogos: Botafogo e Corinthians.

Kayke pode ganhar nova chance no ataque do Bahia. Veja o provável time

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*