Ivã não comparece à AGE do Vitória e advogados são impedidos de falar

Advogados do dirigente comparecem, porém, são impedidos de falar.

Algo já esperado, a ausência do presidente afastado do Vitória, Ivã de Almeida, se confirmou neste sábado na Assembléia Geral Extraordinária que segue acontecendo. O mandatário, além de não comparecer, enviou dois procuradores que pediram para se pronunciar, no entanto, foram impedidos de falar pelo presidente do conselho, Paulo Catharino e pelos sócios presentes. Com isso, os advogados apenas entregaram um documento com a defesa do mandatário ao presidente do Conselho e deixaram à reunião.

Veja o que já ocorreu:

– Foi lido o relatório da comissão que analisou as contas do atual presidente;
– Após a leitura, ficou comprovado que Ivã de Almeida tomou adiantamento de salário;
– Ivã de Almeida gastou mais do que o autorizado pelo Conselho Deliberativo;
– Ivã de Almeida não cumpriu as recomendações do Conselho Fiscal;
– AGE aprovou a instauração de processo contra Ivã de Almeida;

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*