Camisa 10 do Bahia na Libertadores de 89 manda recado para os atletas

Zé Carlos passou energias positivas para os atletas.

O Bahia faz neste domingo um jogo de extrema importância que pode manter o clube vivo na briga por uma vaga na Copa Libertadores, quando enfrenta a Chapecoense, na Arena Fonte Nova, com expectativa de quebra de recorde de público, até então, superado pelo duelo contra o Palmeiras que contou com 33 mil pagantes.

Falando de Libertadores. É óbvio que nossa meta PRINCIPAL na Série A foi atingida com a sobrevivência, porém, não podemos fechar os olhos para uma possibilidade real de garantir uma vaga no maior torneio de clubes da América. Como disse o mestre Lázaro Sampaio “Torcedor que não sonhar alto, não pode ser torcedor de clube algum, muito menos do Bahia”. Ainda mais um sonho que tem tudo para se tornar realidade.

E ninguém melhor do que um ídolo tricolor que já teve o prazer de disputar uma Copa Libertadores para passar essa vibração e motivação aos nossos jogadores. O atacante Zé Carlos, bicampeão brasileiro e camisa 10 do Bahia na Libertadores de 89, relembrou aquele momento histórico e passou energias positivas para os atletas que entrarão em campo no domingo.

Em 89, o Bahia fez sua melhor campanha na Libertadores, chegando até as quartas de final quando foi eliminado pelo Inter nos 180 minutos (derrota por 1×0 e empate por 0x0). Na fase de grupos foi impecável, passando de forma invicta, 4 triunfos e 2 empates, 11 gols marcados e 5 sofridos, líder do grupo 2. Nas oitavas despachou o Universitario empatando o primeiro jogo por 1 x 1 e vencendo o de volta por 2 a 1.

Veja o vídeo:

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*