Falta do ônibus: Galicia explica e promete punição

Ontem o jogo entre Bahia e Galícia vencido pelo tricolor de aço por 4 x 0 houve um atraso aproximado de 15 minutos em virtude da quebra do ônibus que conduzia a delegação do Galicia. Já no intervalo do jogo, rumores vindo da TV Bahia indicavam que os próprios jogadores do Galicia com haviam metido a mão do bolso para pagar uma Van ou algo do tipo, para chegar a tempo para enfrentar o Bahia. Uma situação estranha beirando, casa do bizarro ainda que seja possível entender as dificuldades que enfrentam o Galícia para disputa o pobre campeonato baiano.

Depois da noticia, o site oficial do Galicia não se pronunciou sobre o fato e o assunto praticamente acabou morrendo como verdadeiro. No entanto, hoje a noite, o presidente Dario Rego falou sobre o assunto ao Jornal A Tarde. Segundo ele, a informação não procede, e partiu jogadores que foram do Bahia e hoje no Galicia sem oportunidades que quiseram prejudicar a imagem do clube”

Veja ai

Segundo o dirigente, o aluguel foi feito pela diretoria. Ele disse que vai punir os atletas que acusaram a diretoria de não ter pago o transporte, pois quem teria realizado o pagamento foi o empresário Orlando da Hora, que vem colaborando com a equipe azulina.

Ainda de acordo com Rego, o ônibus, que estava alugado, sofreu um acidente na Estrada do Coco e, então, a diretoria foi atrás de uma van para seguir até a Fonte Nova. “Diante nossas dificuldades administrativas, não podemos ter um transporte reserva. Devido à demora da chegada da van, nós acabamos nos atrasando para o jogo”, afirmou o presidente.

Saiba mais

“A maioria dos jogadores que falaram que nós não pagamos são atletas que não vêm tendo oportunidades no time titular, inclusive jogadores que foram do Bahia, e quiseram prejudicar a imagem do clube”, comentou Dario Rego. O presidente do Azulino afirmou ainda que a diretoria deve anunciar alguma punição aos atletas que afirmaram terem pago do próprio bolso.

Empresario de Nilmar e tendo trabalhado no Bahia em 2010, Orlando da Hora afirmou que foi ele quem pagou o transporte. “Tenho atuado em parceria com o Galícia desde o início do ano e eu realizei o pagamento. Passamos por muitas dificuldades, mas estamos treinando muito para se superar em campo”, afirmou o empresário.

Procurados, os atletas Igor e Mauricio, com passagens pelo Esquadrão, não quiseram se manifestar. Em entrevista à TV Bahia, logo após a partida, o goleiro Igor afirmou: “Só para vocês verem a dificuldade como é: alugamos esse carro aqui por R$ 150”.

Estrutura

Não foi a primeira vez que a estrutura do Granadeiro ganhou destaque em 2016. No final de fevereiro, o técnico Carlos Rabelo pediu demissão, alegando, em diversas entrevistas, que a falta de estrutura nos treinos e nas partidas era o principal motivo. Após uma reunião com a diretoria, Rabelo voltou atrás e decidiu ficar no cargo.

Deixe seu comentário

5 Trackbacks / Pingbacks

  1. 토토사이트
  2. download vinci
  3. สินเชื่อ ขอนแก่น
  4. google sex on the beach
  5. cardloan

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*