Números do 1ª semestre do futebol do E.C Bahia

A primeira etapa do ano 2015 acabou para o Esporte Clube Bahia e os demais clubes e agora se inicia a fase mais importante: a briga pelo retorno do clube para o Campeonato Brasileiro da Série A, já no próximo sábado, encarando no Estádio Independência, o América-MG que a principio é um dos favoritos para uma das 4 vagas, junto do próprio Bahia, Ceará, Esporte Clube Vitória e o Botafogo do técnico René Simões.

O site oficial do Bahia fez uma atualização dos números do clube neste primeiro semestre, onde disputou 26 jogos oficiais. Passada régua a campanha difere apenas em relação ao ano passado no avanço na Copa do Nordeste já que em 2015 chegou as finais, enquanto em 2014, ficou antes no meio do caminho. No Campeonato baiano o sucesso foi repetido, no entanto, na base, houve um atraso, quando perdeu para o Esporte Clube Vitória o Campeonato Baiano SUB-20, que é a mais importante da categoria.

Veja os números até então do Esporte Clube Bahia


A campanha é a seguinte: 14 triunfos, 7 empates, 5 derrotas, 51 gols marcados, 26 sofridos, saldo de 25 e aproveitamento de 62%;

– Dos 51 gols marcados na temporada, o trio de ataque foi responsável por 28 deles. Kieza marcou 14, Maxi Biancucchi anotou nove, e Léo Gamalho, cinco.

Dos 51 gols marcados, 31 foram de atacantes, 15 de meio-campistas e 5 de zagueiros;

– Foram 21 gols marcados no 1º tempo e 30 na etapa final;

– A média de gols do Bahia é de 1,9 por jogo;

– O Bahia foi bi campeão baiano, com a seguinte campanha: 12 jogos, 08 triunfos, 01 empate, 03 derrotas, 32 gols marcados, 13 sofridos e aproveitamento de 69%. Essa é a melhor campanha da competição;

– O Tricolor teve o melhor ataque da competição, com 32 gols marcados, média de 2,6 por jogo;

– O atacante Kieza foi o artilheiro do campeonato, com 08 gols marcados. Maxi foi o segundo artilheiro, com 06 gols e Léo Gamalho foi o terceiro, com o5.

– Na Copa do Nordeste, Kieza marcou 5 vezes e foi o segundo artilheiro da competição, atrás apenas de Max, que fez 6;

– Kieza é o artilheiro e líder em assistências da temporada 2015, com 14 gols marcados e quatro passes para gols;

– Com os dois gols marcados contra o Vitória da Conquista, Kieza chegou aos 11 tentos na nova Fonte Nova, superando Fernandão, que fez 09, tornando-se o maior artilheiro do estádio, desde a sua reinauguração;

– As duas maiores goleadas do campeonato baiano foram do Bahia. Contra o Feirense, foi 7 a 1 e contra o Conquista, foi 6 x 0;

– O Bahia não marcava 7 gols em um só jogo desde 2012, quando venceu o Itabuna também por 7 a 1;

– O técnico Sérgio Soares já lançou 9 atletas da base do Bahia na temporada 2015. Jean, Carlos, Patric, Robson, Sávio, Gustavo Blanco, Yuri, Mateus e Luan estrearam no profissional neste ano.

– Dos 34 atletas do atual elenco profissional tricolor, 20 foram formados na base do Esquadrão, o que corresponde a 57%.

– Na final da Copa do Nordeste, no Castelão, o Bahia utilizou 05 atletas formados na base do clube (Jean, Robson, Bruno Paulista, Rômulo e Zé Roberto).

– Na final do campeonato baiano, na Fonte Nova, o Tricolor usou 06 atletas formados na base do clube (Jean, Robson, Bruno Paulista, Rômulo, Zé Roberto e Mateus);

– Na Copa do Brasil, o Tricolor está classificado para a segunda fase e vai encarar o Luverdense.

– O Esquadrão voltou a disputar uma final de competição regional depois de 13 anos. A última vez foi em 2002, na final da Copa do Nordeste, contra o Vitória-BA, competição que o Bahia sagrou=se campeão;

– Desde 2002 (13 anos) o Bahia não chega a duas finais na mesma temporada;

– Com a conquista do campeonato baiano de 2015, o Bahia quebrou um tabu de 14 anos sem títulos na Fonte Nova. A última taça erguida no estádio foi da Copa do Nordeste de 2001.

– O Esquadrão voltou a ser bi campeão baiano, depois de 21 anos. Desde 1994 (21 anos), o Bahia não conquistava dois estaduais seguidos.
* Em 1998/1999, o Tricolor foi bi campeão, mas dividiu o título de 99 com o Vitória;

– Jogando em casa. Em 2015, foram 13 jogos oficiais, com 12 triunfos, 1 empate e 01 derrota (94% de aproveitamento).

– Na final da Copa do Nordeste, contra o Ceará , a Fonte Nova recebeu o maior público do novo estádio (em jogos de clube), com 40.805 pagantes.

– O Bahia também teve os dois melhores públicos do campeonato. Contra a Juazeirense, foram 19.991 pagantes e contra o Vitória da Conquista, foram 20.904 pagantes

– No mês de abril, o Bahia fez 09 jogos, todos decisivos.

– Há 12 rodadas o Esquadrão disputa partidas “mata mata”, em três competições diferentes. ( 02 jogos contra o Sport, 02 contra o Nacional, 02 diante do Campinense, 02 contra a Juazeirense, 02 contra o Ceará e 02 contra o Vitória da Conquista)

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*