Baianão: Bahia e Galícia revivem decisões históricas

Neste domingo, às 16 horas, no Estádio de Pituaçu, o Bahia dá o pontapé inicial na fase de mata-mata do Baianão justamente contra o tradicional Galícia. O confronto, que tem uma longa história de 80 anos, ficou conhecido como “Clássico das Cores” desde o primeiro jogo, pelo Estadual de 1934.

Fundados respectivamente em 1931 e 1933, Bahia e Galícia dominaram de forma arrasadora por quase uma década o futebol do estado, 1936 a 1945, com o Esquadrão conquistando cinco títulos baianos e o Azulino por quatro vezes. Na história dos 111 anos de disputa do Estadual, já decidiram nove títulos.

Em 1988, o Bahia sagrou-se Campeão Brasileiro pela segunda vez em sua história, com um célebre time comandado pelo craque Bobô. Embalado pelo título nacional, o “Campeão dos Campeões” começou o Campeonato Baiano de 1989 cheio de otimismo, por ter demonstrado que tinha uma das mais fortes equipes do país.

Porém, na sua estreia no Baianão, em 12/03/1989, na Fonte Nova, tendo pela frente um tradicional time do estado, o Galícia venceu pelo placar de 1 x 0, passando a ser chamado de “Demolidor de Campeões”.

Em 1999, com o rebaixamento do Galícia, o Clássico das Cores desapareceu por uma década e meia do Campeonato Baiano. Em 2014, com a volta do Azulino à Primeira Divisão, o tradicional derby retornou com força ao Baianão, e neste domingo veremos mais um capítulo dessa magnífica história.  

O Bahia deve entrar em campo com: Jean, Tony, Titi, Robson e Carlos; Pittoni, Tiago Real e Souza; Maxi, Kieza e Léo Gamalho.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*