Bahia 1 x 2 Ceará: Técnico Jorginho explica

A justificativa de uma suposta preocupação com a saúde dos seus atletas e uma tal tática anti-lesão para tentar perder o mínimo de atletas, vai custar alguma dores de cabeça ao Bahia. São jogadores profissionais ou não, tiveram as férias de final de ano ou não? Canelas de vidros, jogadores pré-bichado? Atuam uma partida e precisa descansar sete dias para voltar ao batente? 

Não se sabe, o certo é que existe claro inconformismo por parte da torcida do tricolor, diante da esquisita medida do técnico Jorginho, e este inconformismo aumentou após a derrota dentro de casa para o Ceará. 

Após a derrota, o treinador tentou justificar ao site Galaticos Online, a opção por alternar os jogadores por partida. “O ritmo de jogo é você jogar. O ideal seria de domingo em domingo. Quarta e domingo é complicado, aumenta o risco de lesões e estamos preocupados com isso. Eu entendo que é assim que vamos conseguir, até encontrar o time ideal”. 

Ainda sobre as críticas, desta vez pela ausência de Hélder, Jorginho afirmou que o volante não representa todo o Bahia. “No primeiro jogo ele tava, empatamos e ninguém perguntou nada sobre ele. Agora que perdemos vão falar que foi porque ele não estava? O Hélder não é a espinha dorsal do nosso time. Temos que falar é dos que estiveram em campo”. 

Por fim, o técnico lamentou a noite infeliz do Tricolor. “Foi um jogo erros de muito passe. A coisa básica do futebol, que faz você jogar bem, é o passe, quando você inicia a jogada. Hoje não conseguimos iniciar bem. Erramos demais, praticamente todos foram muito mal. Do meio para trás é que estamos muito bem”.

Deixe seu comentário