Baianão: é o fim do domínio do Leão?

O Esporte Clube Vitória é a maior força no Futebol Baiano dos últimos anos. Desde 94, ano em que o Bahia sagrou-se bi-campeão da competição, o Rubro-Negro já levantou o caneco 13 vezes, contra apenas 4 do Tricolor. Entre 2002 e 2010, o Vitória só não ganhou um título, que foi em 2006 contra o Colo-Colo. Foram 8 títulos em 9 anos.

Mas porque fiz questão de levantar estes números? O fato é que o Vitória, paradoxalmente, há alguns anos, vem pouco a pouco perdendo esta supremacia. Sobretudo após o descenso de 2005, onde começou o calvário do Leão. O time caiu para série B e C, em 2005 e 2006, respectivamente, subiu mas foi rebaixado novamente para a série B em 2010. Mas no Baianão tá tudo dominado, certo? Quase isso. A derrota para o Colo-Colo pôde até ser um acidente, mas a última para o Bahia de Feira não. Foi mostras que este domínio está se descentralizando e, o melhor, não está voltando para o Fazendão, tá tomando o rumo do sertão.

Neste ano, confirmando esta tese de “mal no nacional e papa-tudo no estadual”, o Vitória chegou demolindo seus adversários neste Estadual. Apesar do empate com o Feirense na estréia, o time esmagou o Juazeiro e o Vitória da Conquista lá no Lomantão e dava mostras de que este ano seria apenas mais um daqueles momentos normais em que o Vitória seria campeão baiano.

Mas o que dois empates seguidos não fazem. Ontem a torcida tinha certeza do título, hoje já o vê praticamente nas mãos do Bahia, mas o de Feira de Santana. É óbvio, caro leitor, que nada, absolutamente nada está decidido. Mas, se a primeira fase terminasse hoje, e os quatro que aí estão nas primeiras colocações fossem classificados para as semi, para que time você arriscaria um palpite para ser campeão?

No entanto, este campeonato, antes de mais nada, é uma competição esquisofrênica. A realidade, muitas vezes, foge por entre as mãos, e os absurdos, por muitas vezes, é a normalidade. Dois vencedores num ano só? ou, quem diria, Colo-Colo campeão? Quiçá um Bahia de Feira levantando a taça em pleno Barradão?

Tamanha “insanidade” pode ser repetida, mas de uma forma pra lá de inédita: um bi-campeonato consecutivo de uma equipe do interior!

É certo que, também, temos que falar do Bahia da capital. Esse chegou como favorito mas mostrou suas fragilidades logo nos primeiros jogos. Ganhou ontem, mas por uma linha bem tênue, não estaria chorando uma derrota em casa, ao som da gozação rubro-negra. No entanto, ainda continua firme na briga.

Bem, palpites a parte, gostaria de saber o que houve no Vitória. Onde está aquele time que não poupou o Conquista lá no Lomantão? Será que o rildo faz tanta falta assim mesmo? O pior é que com este jogador em campo, o Vitória estava Rildo a toa, era só alegria. Espero que quando ele volte da lesão, acompanhado de Marquinhos e Dinei já em forma, possamos voltar a ver um Vitória mostrando que não vai deixar nenhum Bahia tirar esta taça que, por sinal, já deveria ser trocada por uma estátua de um Leão há muito tempo..

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*