Vitória não deve ter pena do Ipatinga

Se existe um resultado que o torcedor ainda não engoliu nesta volta do time à Série A do Campeonato Brasileiro, e três pontos que estão fazendo falta na luta por uma vaga no G-4, foi a derrota de 2 a 0 para o Ipatinga, na 4ª rodada, dia 1º de junho, em Minas Gerais. O jogo desta noite no estádio do Barradão, com garantia de casa cheia, dá ao bicampeão baiano uma ótima oportunidade de revanche contra o time mineiro, que chega a Salvador como lanterna, último colocado na tabela de classificação, com apenas 20 pontos em 22 rodadas disputadas na Primeira Divisão.

Entre os oito melhores colocados da Série A do Campeonato Brasileiro, do Coritiba ao líder, o Grêmio, o Vitória é quem tem o pior saldo de gols, apenas nove, contra 12 do Cruzeiro, e 11 do Botafogo, 3º e 4º colocados no G-4. O time de Vagner Mancini marcou 33, mas sofreu 24.

Para se manter na luta pelo título e por uma das vagas do Brasil na Taça Libertadores da América, não basta apenas vencer o Ipatinga, que já sofreu 40 gols na competição. O Vitória tem obrigação de aproveitar a chance de jogar com o lanterna em casa, no Barradão, com apoio total da sua torcida, para vencer o adversário mineiro pelo maior número de gols possível para melhorar o seu saldo, pelo menos, se igualar a Cruzeiro, Botafogo e até o São Paulo, o 5º colocado, que tem 13 gols de saldo.

Um triunfo no jogo desta noite no Barradão deixa o Vitória com 12 triunfos e 39 pontos ganhos na tabela de classificação, que podem devolver o time baiano ao G-4, no caso de um tropeço do Botafogo também hoje à noite contra o Náutico, ou do Cruzeiro, amanhã, contra o Coritiba. A diretoria colocou a carga total de ingressos à disposição da torcida, com venda antecipada e promoção, e a expectativa é de uma noite de festa, quando a bola rolar.

Antes do jogo, a direção do Vitória vai fazer uma homenagem póstuma ao seu ex-presidente Maneca Tanajura, que morreu domingo passado. Às 9 horas será celebrada a missa de 7º dia na Basílica de Nossa Senhora da Conceição da Praia, padroeira da Bahia, localizada no Comércio. À noite, além de um minuto de silêncio, o time vai jogar todo de preto, com camisa de manga comprida, e os jogadores usarão uma tarja na altura do peito.

Time está definido, mas Vágner Mancini prefere manter o mistério

O Vitória está pronto para enfrentar o Ipatinga na noite de hoje no Barradão. No entanto, sabendo da importância da partida, que pode permitir ao clube baiano permanecer na luta por uma vaga no G-4, grupo que garante acesso à Taça Libertadores do próximo ano, o técnico Vágner Mancini prefere manter o segredo e não divulgar a escalação do time.

Antes do último treino realizado para a partida, na tarde de ontem, o treinador recebeu duas boas notícia. Primeiro foi a publicação do nome do atacante argentino Mariano Trípodi no BID da CBF (Boletim Informativo Diário), o que permite sua utilização na partida de hoje. A outra boa notícia foi a absolvição do zagueiro Leonardo Silva, julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por causa da expulsão na partida contra o Cruzeiro, no Mineirão.

Com isso, Mancini confirmou a presença de Leonardo na zaga. Além de revelar que vai manter o lateral Carlos Alberto no lugar de Marco Aurélio.

O que o treinador não quis revelar foi com relação ao ataque. Liberado pelo departamento médico, Marquinhos está confirmado, mas ainda não sabe quem será seu companheiro. Além de Trípodi, Osmar e Adriano também brigam pela vaga, com o último levando vantagem.

Ontem, a diretoria do Vitória homenageou o zagueiro Marcelo Batatais. O jogador foi premiado por causa do gol de bicicleta feito contra o Figueirense, considerado como um dos mais bonitos da Série A do Campeonato Brasileiro. Informações da Tribuna da Bahia

Deixe seu comentário

Autor(a)

30/08/2008 às 5h31

Dalmo Carrera

Fundador e administrador do Futebol Bahiano. Contato: [email protected]

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*