Bahia jogar em Aracaju, é conto do vigário, diz jornal.

Um dos maiores absurdos para o futebol sergipano está para acontecer. A questão é que o secretário do Esporte e do Lazer, Leó Filho, que recebeu na manhã da última quinta-feira, 19, o presidente do Conselho Deliberativo do Esporte Clube Bahia, Ruy Accioly, pode cair no “conto do vigário”. O dirigente baiano foi conversar sobre a possibilidade de o Bahia fazer os seus jogos da Série B do Campeonato Brasileiro em Aracaju, o que prejudicaria visivelmente as equipes sergipanas que mandam os seus jogos no mesmo estádio durante a Série C do Brasileirão. Trecho da matéria do jornal Correio de Sergipe desde sábado.
Arthurzinho não gostou

O técnico Arturzinho não gostou do rendimento dos jogadores – tanto da equipe titular, quanto dos reservas – no primeiro coletivo de preparação para a partida contra o Juventude. Foram 50 minutos de treinamento e o treinador fez várias modificações, principalmente, na lateral direita e no meio-de-campo, setores em eu os titulares Luciano Baiano e Elias cumprem suspensão automática.

A equipe titular foi formada por Darci; Fábio, Rogério, Marcone, Fausto e Adilson, Emerson Cris, Rivaldo e Ávine; Bruno Cazarine e Galvão. Durante a atividade, Artuzinho colocou Alison no lugar de Fausto, Ananias no lugar de Rivaldo e trocou Fábio por Thiago Maciel. A equipe ideal de Arturzinho é aquela que imprima uma marcação forte e que saia com velocidade nos contra-ataques. O treinador não conseguiu ver isso nos treinamentos desta sexta-feira, daí a insatisfação.

Neste sábado, o elenco faz treinamentos técnico e tático em dois turnos no Fazendão. O coletivo a ser realizado neste domingo, à tarde, definirá a equipe que enfrenta o Juventude. Enquanto os jogadores trabalham no Fazendão, o diretor de futebol do Bahia. Zagueiro Alison Barrado

Incontestável na Série C 2007, seguro no Baiano 2008, Alison ainda não emplacou na Série B. A fissura em um osso do pé o afastou das cinco primeiras rodadas e o retorno apressado contra o Paraná, no segundo tempo, deixou muito torcedor preocupado. Nada que 60 minutos no Castelão não pudessem resolver.

Há quem credite o empate com o Ceará à sua substituição. O Bahia mantinha 2×0 antes de o zagueiro acusar os 40 dias afastado e deixar o campo esgotado. Padovani assumiu e não soube usar seus 1,94m para barrar as jogadas aéreas. Semana livre de treinos e os indícios apontavam para sua manutenção na equipe, mas o técnico Arturzinho pensa diferente.

O primeiro coletivo antes da partida contra o Juventude, terça-feira junina, em Caxias do Sul, teve Alison entre os reservas, após os retornos de Fausto e Rivaldo. Cavaleiro predileto do rei Artur, Emerson Cris segue prestigiado e deve frustrar a expectativa de ver reeditado o quarteto Alison, Rogério, Marcone e Fausto – sólidos como defesa menos vazada do estadual. UOL/Correio Da Bahia/Adaptados
Paraná vence primeira e sai da zona do rebaixamento
Após seis rodadas sem conquistar uma vitória sequer, o Paraná Clube conseguiu derrotar o ABC, por 1 a 0, nesta sexta-feira, no Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba, em partida válida pela sétima rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

O resultado positivo tirou a equipe tricolor da zona de rebaixamento da competição. Agora a equipe paranista soma sete pontos, na 16ª colocação. Já o ABC somou sua segunda derrota no torneio, ficando com nove pontos, na 11ª posição.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*