Vitória se apronta para novo desafio

Time foi recebido com festa ontem, mas o técnico Vadão já está focado na partida contra o Barueri

Em vez de problemas, boas soluções. Depois da quebra do tabu de o Vitória nunca ter vencido a Ponte Preta em Campinas – a Macaca foi goleada por 3×0 anteontem no Estádio Moisés Lucarelli –, o técnico Vadão só tem hoje e amanhã para preparar a sua equipe visando a mais um desafio em casa, depois de amanhã, contra o Grêmio Barueri, pela Série B do Campeonato Brasileiro. A equipe foi recebida com grande festa ontem no desembarque em Salvador, mas Vadão está mesmo é preocupado em recuperar a confiança do time nos jogos em Salvador. No Barradão, nos três últimos confrontos, o Vitória empatou com Ceará, Ituano e perdeu para a Portuguesa. O time precisa voltar a vencer em casa para entrar novamente no G-4.

Um grupo de torcedores prestigiou o desembarque da delegação, às 15h15 de ontem. No Aeroporto Deputado Luís Eduardo Magalhães, a conhecida torcedora Gildete do Feijão, radiante, fazia questão de aparecer diante dos cinegrafistas e fotógrafos exibindo um pequeno cartaz com os dizeres “Parabéns Vitória (em vermelho), pela raça e pela garra (em preto)”. Mais cedo chegaram Edvaldo Guimarães (o Apodi) e a não menos fanática Laura. Os três foram os que mais cantaram e aplaudiram os jogadores e a comissão técnica. A Viloucura, tendo à frente o presidente Sílvio Silva, segurando uma bandeira, foi a única facção de torcida organizada.

O volante Chicão, autor de cinco gols no Brasileiro, registrou que nunca passou um grande momento na carreira como vem acontecendo agora. “É um momento único, porque em pouco tempo já fiz muito coisa e espero fazer muito mais. Nos outros clubes, o prazo para ganhar entrosamento foi mais longo”.

Nas entrevistas, Vadão disse que vai aguardar o parecer médico sobre os jogadores que estão em tratamento e, só a partir daí, é que partirá para a definição do time. Vanderson e Edilson, que cumpriram suspensões, estão a sua disposição. Perguntado se Edilson vai voltar no próximo jogo e no lugar de quem, Vadão não decidiu nada. “Edilson está à disposição, portanto vamos ver”, disse secamente. Vanderson, substituído por Ramirez, deve reaparecer, mesmo com o treinador tendo destacado ele e o garoto Adriano como brilhantes.

Jackson foi a única baixa médica na equipe e que pode ser problema contra o Barueri. O atacante atuou o tempo todo, mas, após a partida, queixou-se ao médico Ivan Carilo Pinto de um forte traumatismo no calcanhar do pé esquerdo. No desembarque, Jackson andava com muita dificuldade, pois o local estava inchado. A reapresentação para os que viajaram acontecerá na tarde de hoje, entretanto, Jackson vai estar na manhã de hoje no CT para dar seqüência ao tratamento. No departamento médico, o meia vai encontrar Índio, que ainda sente o músculo adutor da coxa esquerda e não vai reaparecer, Sorato, Garrinchinha e Jeferson. O atacante Sorato está bem melhor do cansaço muscular na coxa esquerda e, na tarde de ontem, começou a correr em volta dos campos do CT.

De olho no julgamento do STJD

As atenções no Vitória estão voltadas para a reunião desta tarde no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no Rio de Janeiro, onde será julgado o recurso com relação à punição que o rubro-negro recebeu no dia 20 de setembro: um jogo com os portões do Barradão fechados. Através da advogada carioca Patrícia Saleão, o Vitória entrou com a ação na tentativa de obter êxito na revogação da pena. Caso tenha sucesso, o jogo de depois de amanhã, à tarde, contra o Grêmio Barueri-SP, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, acontecerá com a presença da torcida no estádio.

A diretoria está esperançosa de que o julgamento do pleito rubro-negro seja favorável e, a partir do resultado positivo, a torcida compareça em grande número ao Barradão. Após desembarcar de São Paulo comemorando a goleada sobre a Ponte Preta, por 3×0, o presidente Jorginho Sampaio entrou em contato com o presidente da FBF, Ednaldo Rodrigues, para tomar as providências visando justamente o julgamento de hoje. O STJD vai também apreciar o Mandado de Garantia para a inscrição no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF do meia Luiz Fernando, cuja transferência da Federação Coreana chegou somente após o prazo final de regularização da 26ª rodada.

Se o Vitória conseguir reverter a situação no STJD, serão disponibilizados 30 mil ingressos para o jogo diante do Grêmio Barueri. “Estou acreditando que o julgamento do recurso vai nos favorecer. Nós não fomos omissos, fizemos o possível para prevenir que o torcedor não entrasse no estádio com nenhum tipo de objeto. Infelizmente fomos surpreendidos com uma latinha de cerveja que um irresponsável atirou no gramado. Mas acho que vai haver consenso no Tribunal Pleno e jogaremos sábado com o apoio de nossa torcida”, acredita Jorginho Sampaio. (JCM)

Fonte: Correio da Bahia

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*