Vitor Ferraz faz desabafo após acesso do Bahia e enaltece Bellintani

O segundo mandato da dupla Bellintani e Ferraz termina no próximo ano.

Um ano após o rebaixamento, o Esporte Clube Bahia está de volta à Série A do Brasileiro. No domingo, o Esquadrão venceu o CRB por 2 a 1 no Estádio Rei Pelé, em Maceió, com gols de Daniel e Lucas Mugni. Com o triunfo, o Esquadrão chegou aos 62 pontos e terminou a Série B na 3ª colocação. Em entrevista após o confronto, o vice-presidente do Tricolor, Vitor Ferraz, aproveitou para exaltar o presidente Guilherme Bellintani e agradeceu ao mandatário pelos “ensinamentos”. Sobre o acesso, Ferraz vê como uma ‘libertação’ poder devolver o clube à elite.

 

“Vou pedir licença para falar desse cara aqui. No ano que vem estamos encerrando nosso segundo mandato. Quando a gente caiu no ano passado, foi um golpe muito duro. Circunstâncias à parte, há um sentimento comum de que não era aquilo que deveria acontecer, não foi uma coisa merecida, mas aconteceu. O dia seguinte da gente foi muito doído, mas de muito trabalho. Eu tive a honra de trabalhar com Guilherme Bellintani que me ensinou muita coisa nesse tempo todo, que nunca se deixou abater. No momento que nós estávamos abandonados, só nossa família com a gente e alguns poucos amigos, Guilherme foi o cara que me segurou e juntos nós falamos: “Vamos voltar, porque o Bahia não merece estar no lugar que está agora”. Eu queria publicamente agradecer a ele, porque a gente sabe o que passamos”, declarou o dirigente na zona mista.

“Poder fazer essa passagem de bastão que estamos prestes a fazer agora, devolvendo o Bahia na Série A. É uma libertação para a gente. É um sentimento que… Esse cara aqui merece demais, porque a gente sabe o que passamos. Obrigado por tudo”, completou.

Guilherme Bellintani e Vitor Ferraz estão no segundo mandato, que termina no final do próximo ano. Ambos participaram da negociação de venda da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) do Bahia ao Grupo City. O conglomerado ofereceu R$ 1 bilhão por 90% da SAF do clube, e após análise das comissões, a proposta será levada aos sócios no dia 10 de dezembro. Se for aprovada, o fundo árabe assume a administração do Esquadrão a partir de 2023.

 

Autor(a)

Fellipe Costa

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário