Julgamento de Sport x Vasco no STJD pode complicar a vida do Bahia

Vasco pode ganhar os pontos do jogo contra o Sport nos tribunais.

Foto: Daniel Ramalho/Vasco

O Esporte Clube Bahia não teve competência para sacramentar o acesso nas duas oportunidades que teve, mesmo jogando diante do seu torcedor, com mais de 48 mil na Arena Fonte Nova, e contra adversários sem pretensões no Campeonato Brasileiro da Série B. Empatou com o Vila Nova (1×1) e com o Guarani (1×1), adiando o acesso para a última rodada e jogando água no chopp do torcedor. Utilizamos o termo “adiando”, porque a vaga na Série A ainda está nas mãos do Esquadrão, afinal, basta fazer sua parte vencendo ou empatando com o CRB no Estádio Rei Pelé, em Maceió, na derradeira rodada. Mesmo se perder (por 1 a 0, por exemplo), só sai do G-4 caso o Sport aplique 6 a 0 no Vila Nova em Goiânia. Se o Tricolor perder por 3 a 0, também pode perder a vaga caso o Vasco perca por 1 a 0 para o Ituano. O time carioca ultrapassaria pelo saldo de gols e se classificaria junto com o time de Itu. Vale frisar que até aqui na Segundona, o time baiano ainda não perdeu por três gols.

 

A probabilidade do Bahia não conquistar o acesso é bem pequena, porém, não impossível, ainda mais se tratando da imprevisibilidade desse esporte chamado futebol, além da incompetência desse time montado por Guilherme Bellintani e Eduardo Freeland, uma equipe que nunca passou confiança ao seu torcedor, nem mesmo quando tinha 9 pontos do 5º colocado. Deu mais dores de cabeça do que alegrias durante a Série B. Foram três treinadores durante a competição: Guto Ferreira, Enderson Moreira e Eduardo Barroca. E se hoje o time está ainda numa situação confortável, é graças a ‘gordura’ acumulada na Era Guto Ferreira, afinal, nos últimos 9 jogos, o Bahia venceu apenas UM jogo, o Brusque, por 1 a 0, sofrido, com gol de Jacaré. Como dizem, “será um acesso culposo, quando não há a intenção de subir”.

Mas o que preocupa nesse momento o torcedor tricolor não são essas combinações, e sim o julgamento do jogo Sport x Vasco, marcado para quinta-feira (03), no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). A partida foi encerrada empatada por 1 a 1 no vestiário, visto que após o gol de Raniel, torcedores do Sport invadiram o campo e criaram uma enorme confusão com pancadaria. Como o empate era um resultado fantástico para o Vasco, o time carioca foi para o vestiário e se recusou a jogar o restante do jogo, alegando falta de segurança. Desta forma, o árbitro Raphael Klaus decidiu não retomar o confronto.

Na quinta-feira, o Sport será julgado por três processos relacionados, que serão conduzidos pelo auditor presidente da 4ª Comissão Disciplinar, Jorge Octávio Galvão. Três processos e denúncias envolvendo a invasão de campo da Ilha do Retiro. O mais aguardado é justamente o do duelo da 35ª rodada. O Leão da Ilha foi indiciado em três artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

No Art. 205, ele pode ser multado de R$ 100 a R$ 100 mil além da perda dos pontos para o Vasco, pelo impedimento do andamento do jogo. Com isso, o Cruzmaltino seria declarado vencedor por 3 a 0. Art. 2011, que também prevê multa de R$ 100 a R$ 100 mil, e ainda a interdição do local de jogo (já expedida em liminar pelo STJD) por não fornecer a segurança da partida. Por último, em relação à desordem e aos objetos atirados no gramado, o clube pode sofrer mais uma multa que varia de R$ 100 a R$ 100 mil.

Na última sexta-feira, o STJD julgou os incidentes da partida entre Ceará e Cuiabá, no Castelão. A confusão foi similar e ocorreu no mesmo dia dos conflitos na Ilha do Retiro. O Ceará foi absolvido no Art.211 CBJD (5 a 0) e Art. 205 CBJD (3 a 2). Já no Art. 213 CBJD, o Ceará foi condenado por maioria (4 a 1) – multado em R$100 mil e punido com seis jogos de perda de mando de campo com portões fechados. Portanto, não foi penalizado com a perda dos pontos.

Caso o STJD decida punir o Sport o Art. 205, o Vasco seria beneficiado. Hoje 4º colocado com 59 pontos, o time carioca ganharia mais dois pontos na tabela, chegaria aos 61 pontos e conquistaria o acesso nos tribunais, antes mesmo de entrar em campo na última rodada. Nesse cenário, o Bahia cairia para o 4º lugar, com 59 pontos, ficando apenas dois acima do Ituano. Assim sendo, o Tricolor entraria em campo diante do CRB precisando desesperadamente vencer.

Em caso de empate, o Bahia alcançaria os 60 pontos e precisaria torcer para o Ituano não golear o Vasco no Novelli Júnior por 4 a 0. Uma derrota simples do Bahia aliado a uma vitória simples do Ituano, classificaria para a Série A o time paulista. Esse cenário, é claro, apenas caso o Vasco ganhe os pontos do jogo contra o Sport nos tribunais, o que não é muito difícil, se tratando de um clube do eixo. Já é de se esperar.

 

Autor(a)

Fellipe Costa

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário