Burse comenta ‘lista de dispensas’ do Vitória: “Tudo é bem planejado”

Burse falou sobre a campanha histórica na Série C, a lista de dispensas do clube e a importância do atacante Dinei.

Foto: Divulgação

O técnico João Burse foi o principal responsável pela arrancada do Esporte Clube Vitória no Campeonato Brasileiro da Série C, assumindo o time em junho com apenas 2% de chances de acesso, e emplacando uma sequência de vitórias, garantindo a classificação no G-8 na última rodada e alcançando o acesso no quadrangular final com uma grande dose de emoção. Em 14 jogos, o treinador venceu 7 vezes, empatou 6 e perdeu apenas uma partida, um aproveitamento de 64%, tendo seu contrato renovado até o final de 2023.

 

Em entrevista exclusiva no “Vamos Negô Convida”, Burse falou sobre a campanha histórica na Série C, a lista de dispensas do clube e a importância do atacante Dinei para o elenco. Não permanecem no clube: Ewerton Páscoa e Rafael Ribeiro (zagueiros); Alemão, Sanchez, Iury, Daniel Bolt e Vicente (laterais); Gustavo Blanco e Zé Vitor (volantes); Foguinho (meio-campista); e Luidy, Roberto, Rodrigão e Thiaguinho (atacantes).

– João Burse você fez uma campanha histórica, com uma sequência invicta que foi importante no resultado. Comenta como você se sente após o feito?

“Isso me deixa feliz por tudo que aconteceu. Em todo momento que eu fui as ruas, sempre ouvi palavras de incentivo [do torcedor]. Muitos diziam que acreditavam no meu trabalho. O que eles fizeram no aeroporto e o apoio que eles passaram aos atletas, tudo isso nos contagiou!”

– O Vitória nesta temporada sofreu com muita troca no comando técnico, você acha que isso acaba atrapalhando o planejamento da equipe?

“Acaba sendo difícil para os próprios atletas, pois cada um tem um estilo de jogo diferente. Quando eu cheguei ao clube, defini com eles como eu preferia atacar, defender, e ajustei o estilo de jogo para cada posição.”

– João, há uma lista de dispensa de atletas que o clube não irá renovar contrato. Esses nomes teve uma avaliação tua também?

“Tudo que acontece no clube é bem pensando e muito planejado. Não é só no pós-campeonato que definimos. A gente sempre está analisando o grupo. Sou grato a cada atleta pelo acesso, vão ficar na história do clube. Todos os atletas que estão com contratos finalizados foram respeitados.” ⠀⠀
⠀⠀ ⠀ ⠀⠀⠀ ⠀⠀ ⠀ ⠀⠀⠀ ⠀⠀ ⠀⠀
– Dinei se despediu do gramado nesta temporada. Com a experiência dele, isso contribuiu para o grupo?

“Foi muito importante o Dinei com sua experiência em nosso dia a dia. É um ídolo da torcida. Pra mim foi um privilégio comanda-lo. Por tudo que ele fez com a camisa do Vitória, pela história dele com o clube ele merece esse jogo de despedida.”

 

Autor(a)

Fellipe Costa

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: [email protected]

Deixe seu comentário