Flávio Caça Rato recorda passagem pelo Santa Cruz e sonha com retorno

"Nunca tive vontade de jogar nos rivais. Eu queria jogar no Santa”, disse.

Em entrevista ao CastFC, podcast patrocinado pela Betnacional, o atacante Flávio Caça-Rato recordou a passagem de destaque pelo Santa Cruz, onde marcou 19 gols em 124 jogos, entre 2011 a 2024. Além do tricampeonato estadual consecutivo, o camisa 7 fez parte do elenco que conquistou o primeiro título nacional do Santinha, sendo campeão da Série C no Arruda. Aos 36 anos, o atacante lembra com carinho da relação construída com a torcida coral. Seu último clube foi o Náutico, de Roraima, onde dispoutou 12 jogos e fez 4 gols.

 

“Para mim, o Santa Cruz significa tudo. Não teve outro e não vai ter. Só de ser tricolor. Quando fui contratado, nem acreditei. Ver a minha família no meu primeiro treino. Foi de encher os olhos d’agua. Vi o acesso de 99 da arquibancada. Eu dizia: ‘um dia vou jogar aqui, fazer gol e dar alegria para essa torcida’. Era o sonho da minha vida. Nunca tive vontade de jogar nos rivais. Eu queria jogar no Santa”, disse.

Na época em que se destacava pelo Santa Cruz, Caça Rato foi lembrado por um torcedor coral em amistoso do Brasil contra a Suíça, na Basileia. Na arquibancada, uma bandeira com as cores do tricolor levava um recado: ‘Felipão, Caça Rato é Seleção’.

“O jogador que diz não pensar em ir para Seleção está mentindo. Em 2013, eu tava voando, gol de tudo que era jeito, um dos artilheiros. Fiz gol na final do estadual, na final do Brasileiro, o do acesso. Se eu tivesse jogando para o lado de São Paulo, Rio de Janeiro, acho que as atenções seriam outras. Se é um jogador daqui que tá fazendo, é diferente”, lamentou.

Natural de Recife (PE), Flávio Augusto do Nascimento, mais conhecido como Caça-Rato, foi revelado no Sport e acumula passagens por Salgueiro, SEV Hortolândia, América-RN, Vitória das Tabocas, Timbaúba, Cabense, Remo, Guarani, Duque de Caxias, Tupi, América-PE, Trindade, Atlético Itapemirim, Serrano-PE, Decisão, Santa Cruz, Ferroviário do Cabo e Náutico-RR. No futebol baiano, o atacante passou por Vitória da Conquista e Colo Colo de Ilhéus, ambos em 2018.

Autor(a)

Fellipe Costa

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: [email protected]

Deixe seu comentário