“O Vitória tem que estar na elite do futebol brasileiro”, afirma zagueiro

O Leão venceu o até então invicto Mirassol no Estádio José Maria de Campos Maia, por 2 a 1

Foto: Pietro Carpi / EC Vitória / Divulgação

Após a vitória surpreendente por 2 a 1 sobre o líder Mirassol fora de casa, o Esporte Clube Vitória deu um passo importante para buscar a classificação no Campeonato Brasileiro da Série C. O Leão chegou aos 26 pontos e assumiu o 10º lugar, ficando com a mesma pontuação de Remo (8º) e Aparecidense (9º), e os três com o mesmo saldo de gols (+4), porém, o time baiano só fica atrás pelo critério de desempate do número de gols marcados. Na 19ª e última rodada, o Rubro-Negro enfrenta o Brasil de Pelotas, sábado (13), às 17h, no Estádio Manoel Barradas. O time gaúcho é o 18º colocado com 17 pontos, e precisa vencer e secar o Floresta para ter chances de escapar do rebaixamento.

 

O zagueiro Alan Santos, titular da equipe, afirmou que o jogo de sábado é uma guerra. Recebido com festa no desembarque em Salvador, o jogador frisou que o Vitória vai batalhar até o fim pelo acesso e exaltou a torcida, afirmando que o clube não poderia ter saída da elite do futebol nacional.

“Sábado (13) temos uma guerra em casa […] Essa torcida é surreal. O Vitória tem que estar na elite do futebol brasileiro. Vamos batalhar até o fim. Temos convicção que vamos trabalhar, classificar, e se classificar só vão ter três vagas, porque uma é do Vitória”, disse.

Ele ainda destacou a função que vem fazendo como zagueiro, sob o comando do técnico João Burse. “Futebol é leitura de jogo. Já joguei em várias posições. Em outros clubes tinha jogado em alguns clubes de zagueiro. Estou aqui para ajudar”, ressaltou.

 

Deixe seu comentário!

1 Trackback / Pingback

  1. Tréllez entra no top-5 de artilheiros estrangeiros do Vitória no século 21

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*