Nordeste amarga o pior aproveitamento na Série D desde 2015

Apenas dois clubes foram classificados às quartas de final da competição nacional

Foto: Marcos Freitas/Agência Mirassol

A última divisão nacional do Brasileirão provocou descontentamento ao aproveitamento dos clubes nordestinos. Por causa das eliminações de Moto Club, Lagarto e Santa Cruz, a região passou somente dois representantes às quartas de final. Do contrário, apenas América-RN e ASA avançaram de etapa. Este é o pior rendimento do Nordeste desde 2015. Na 14ª temporada da Série D do Campeonato Brasileiro, a região é a única a ter faturado acessos em todas as edições do certame nacional. Em 2022, o principal objetivo é permanecer nessa caminhada, agora com os clubes natalense e alagoano.

 

Os potiguares alcançam a segunda fase com a terceira melhor campanha geral do torneio. Eles perdem apenas para Amazonas e São Bernardo. O Mecão acabou eliminando o Moto Club com dois triunfos e decidem o acesso em duas partidas contra o Caxias. Por outro lado, o Fantasma, que tem a quinta melhor campanha geral da competição, vai encarar o Pouso Alegre, após classificação nos pênaltis depois de dois empates sem gols contra o Rio Branco-AC.

Confira as campanhas nordestinas nas 4ª da Série D (dados divulgados pelo portal ne45):

2022 (2 times): América-RN e ASA

2021 (4 times): ABCCampinense, América-RN e Atlético-CE

2020 (3 times): Altos, América-RN e Floresta

2019 (4 times): Jacuipense, Itabaiana, Floresta e Juazeirense

2018 (4 times): Campinense, ImperatrizFerroviário e Treze

2017 (4 times): América-RN, Globo, Maranhão e Juazeirense

2016 (4 times): CSA, Itabaiana, Fluminense de Feira e Moto Club

2015 (1 time): River-PI

2014 (3 times): Confiança, Moto Club e Jacuipense

2013 (3 times): Tiradentes-CE, Botafogo-PB e Salgueiro

2012 (3 times): Sampaio CorrêaBaraúnas e Campinense

2011 (2 times): Santa Cruz e Treze

2010 (1 time): Guarany de Sobral

2009 (1 time): Alecrim

  • Em negrito, os times que conseguiram o acesso
Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*