Enderson faz elogios a Jacaré e Matheus Bahia após triunfo sobre o Vasco

"É um jogador que acho que cresceu muito", disse sobre Jacaré.

Foto: Felipe Oliveira /EC Bahia

Um dos destaques no triunfo do Esporte Clube Bahia sobre o Vasco, por 2 a 1, na Arena Fonte Nova, sendo eleito pela Globo como “craque do jogo”, o atacante Vitor Jacaré recebeu elogios do técnico Enderson Moreira, que destacou o crescimento do jogador na equipe titular e também a identificação com o torcedor. Outro jogador elogiado foi o lateral-esquerdo Matheus Bahia, responsável pelo cruzamento que gerou o gol contra de Quintero. Substituído no segundo tempo por causa de dores, o atleta será reavaliado, assim como o zagueiro Luiz Otávio, que deixou o campo nos primeiros minutos para entrada de Gabriel Xavier.

 

“É um jogador que acho que cresceu muito. Ele está deixando que entrava durante o jogo e incendiava, para ser um jogador com muito mais regularidade. Um jogador que está começando e terminando quase no mesmo nível e com boas atuações. Taticamente, ele tem cumprido muito bem o que a gente pede. E a gente dá liberdade para ele poder usar criatividade, jogo que ele tem, principalmente no último terço do campo. A gente tem a obrigação de chegar com essa bola até o último terço. O último terço é muita decisão do jogador. Eles que têm que ver a hora de fazer uma tabela, driblar, fazer um cruzamento, finalizar… E ele tem colocado isso em prática. A gente fica feliz. É um jogador que criou uma identificação muito forte com o torcedor, e é sempre muito bacana, principalmente não sendo só um jogador com esse carisma, mas com carisma e trabalho, tático, técnico, físico, dedicação…”, disse sobre Jacaré. 

“Ele [Matheus Bahia] é um jogador que a gente já observava jogando contra e, às vezes, acompanhando o Bahia. Claro que, quando você tem resultados ruins, acaba respingando em todo mundo. Ninguém fica fora dessas questões. É um jogador que tem, acima de tudo, muita personalidade. É uma coisa que eu gosto, que já percebi quando cheguei. Um jogador que, se a gente desse o apoio necessário, ele iria dar uma resposta muito boa. Ele realmente tem crescido muito. Claro que falta. A gente não sabe ainda a extensão da lesão. É prematuro. Mas, pelo que conversei com ele, pode ter realmente uma lesão no adutor. Precisa ver, confirmar. Eu falo que a gente preparou o grupo para estar aqui. Perdemos Luiz Otávio hoje com 10 minutos, aí entrou um menino, que é o Gabriel, e jogou muito. Jogou da forma que a gente acha que ele poderia jogar, porque está preparado. Se entrasse o Didi, era a mesma coisa. A gente não trabalha simplesmente um time titular. A gente trabalha um grupo. Está todo mundo preparado. Eu faço questão de, no dia a dia, mantê-los sempre muito bem, porque a gente vai precisar, nessa sequência de jogos, que eles possam nos representar da melhor forma possível.”, afirmou. 

Autor(a)

Fellipe Costa

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: [email protected]

Deixe seu comentário