“Ou o Vitória vira empresa ou vai parar”, dispara Paulo Carneiro

Segundo ele, o Vitória atingiu uma taxa de endividamento superior ao percentual indicativo de risco de insolvência

Foto: Reprodução

Destituído do cargo de presidente do Esporte Clube Vitória, após votação de sócios em Assembleia Geral Extraordinária (AGE) realizada no dia 21 de maio, devido acusações de gestão temerária, Paulo Carneiro concedeu entrevista ao Pod.Ser, do Grupo Metrópole, na última quarta-feira (01), e falou sobre a situação financeira complicada que o clube atravessa há alguns anos. Segundo o ex-gestor, o Vitória não tem outra saída se não se tornar um clube-empresa.

 

Segundo ele, o Vitória atingiu uma taxa de endividamento superior ao percentual indicativo de risco de insolvência por especialistas com o encargo de 5%. “Ou o Vitória vira empresa ou vai parar. Como administrar R$ 270 milhões com um orçamento de R$ 20 milhões?”, questionou o ex-presidente. Assista ao vídeo abaixo.

Autor(a)

Fellipe Costa

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário