Guto tenta justificar derrota para o Atlético e diz que Bahia fez um “jogo aceitável”

"Acho que nossa equipe fez até um jogo aceitável", disse.

Foto: Divulgação/EC Bahia

O Esporte Clube Bahia sofreu a primeira derrota na Copa do Nordeste ao perder de virada para o Atlético de Alagoinhas neste sábado, no Estádio Antônio Carneiro. Com o resultado, o Bahia caiu para a 2ª posição no Grupo B da Copa do Nordeste, com 3 pontos, sendo ultrapassado pelo Ceará, que empatou com o Fortaleza e chegou aos 4 pontos. Já o Atlético de Alagoinhas contabiliza 4 pontos e saltou para o 2º lugar do Grupo A, três pontos atrás do líder Fortaleza. Em entrevista pós-jogo, o técnico Guto Ferreira reclamou do gramado e citou o aspecto físico para tentar justificar o revés. O treinador frisou que o Carcará já vinha treinando semanas antes do Bahia, mas acredita que o time tricolor fez um “jogo aceitável”.

 

“A equipe principal do Bahia empatou um jogo, o clássico. Os dois outros jogos foram empatados com a equipe de transição. A equipe titular do Bahia que está começando um trabalho, tem quatro jogos, dois triunfos, um empate e uma derrota. Uma equipe que está sendo reconstruída, que começou mais tarde do que os outros. Uma equipe que jogou hoje contra uma equipe, que começou em dezembro, que transitou com a base toda do título, gramado alto. Jogamos na quarta-feira, eles não jogaram na quarta-feira. Enquanto a gente não estiver discutindo sobre treinamento esportivo, sobre construção de equipe e as pessoas entenderem o que a gente vem falando no dia a dia, fica difícil responder, porque temos respondido isso diariamente”.

“As pessoas não estão percebendo o que estamos falando. Todas as entrevistas, eu tenho falado. E todo mundo acha que isso é balela, desculpa, mas não é. Rodallega tem 10 dias de treino. Como ele dobrou alguns treinos, não tem 20 dias da volta, e já jogou pela terceira vez, sendo o último, ele jogou o clássico inteiro. Hoje, pegou um gramado alto, desgastado e o nível de força cai, não consegue responder. Enquanto eles estavam sobrando na força”.

“Acho que nossa equipe fez até um jogo aceitável, porque tivemos condições de ganhar. O que eu tenho que reclamar aqui são dos erros que tivemos. Tivemos uma desatenção no final do primeiro tempo na cobrança de falta e o segundo tempo já foi extenuado. A expulsão não deveria ter. Se a gente tivesse mantido a superioridade numérica, não terminaríamos o jogo do jeito que terminamos. Isso sim são coisas a serem corrigidas e já conversei com eles. No mais, é processo”, afirmou na entrevista coletiva.

“Jogamos contra uma equipe que está há um mês na nossa frente no aspecto físico. Daqui a um mês e meio vai estar tudo equiparado, mas no início é assim. Nós não estamos descansando e eles descansaram. Eles vinham de dois resultados negativos, porque fizeram quatro jogo seguidos. Nosso grupo completou contra eles o quarto jogo seguido”, completou.

O Esporte Clube Bahia volta a campo na próxima quarta-feira (09), às 19h15, para enfrentar o Barcelona de Ilhéus, na Arena Fonte Nova, pela 5ª rodada do Campeonato Baiano. Pela Copa do Nordeste, o próximo compromisso é no sábado (12), às 17h45, contra o Globo-RN, também em Salvador.

Deixe seu comentário!

2 Comentário

  1. Guto continua o mesmo.
    Desde a sua chegada á 17 jogos para o fim da SÉRIE A ano passado, jogou até agora, 10 jogos fora de casa, ganhou uma partida. Digo uma partida.
    No Ceará, não ganhava fora de casa e saiu donzelo no Brasileirão, ou seja, sem ganhar uma partida fora de casa.
    Para quem tinha dúvidas, ai está o motivo porque Guto Ferreira não treina time grande.
    Não sabe armar um time jogando fora de casa, é sempre um Deus nos acuda, arma time para não perder.

  2. Jogo aceitável Gordiola! É muita covardia, é querer tapar o céu com.uma peneira. O Atlético de Alagoinhas, simplesmente amassou o Bahia, até mesmo quando jogou com um homem a menos.
    Foi impositivo durante toda a partida, diferente do Bahia de Guto retranqueiro que tem em seu histórico um péssimo aproveitamento fora de casa. Não foi atoa que o Internacional, mandou embora faltando pouca rodadas para terminar a Série B. Quando Bellitani desmontou o time no final e início do ano, era pra Guto ir juntos, afinal teve caiu com.o time. Teve 17 jogos quando assumiu, escanteou Índio Ramires,fazia rodízio com Gilberto, resultado Bahia rebaixado. Guto não vai muito longe no Bahia, mal tratando os jornalistas com a sua prepotência e falta de sensatez.

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Expulso contra o Atlético-BA, Matheus Bahia não enfrenta o Globo-RN
  2. Bobô fala sobre planejamento para disputar a presidência do Bahia

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*