Atlético-BA marca nos acréscimos e vence o Bahia de virada pelo Nordestão

Bahia volta a campo na próxima quarta-feira (09), às 19h15, para enfrentar o Barcelona de Ilhéus

Foto: Rafael Machaddo/EC Bahia

Pela primeira vez na Copa do Nordeste, Atlético de Alagoinhas e Esporte Clube Bahia se enfrentaram, na tarde deste sábado (05), no Estádio Antônio Carneiro, valendo pela 3ª rodada do torneio regional. O Esquadrão tinha estreado vencendo o Campinense fora de casa por 3 a 1, enquanto o Carcará estreou empatando com o Altos por 1 a 1. Em jogo com duas expulsões, o Carcará levou a melhor e venceu o Esquadrão por 2 a 1 de virada, com o gol da vitória no apagar das luzes. Raí Nascimento abriu o placar para o Tricolor no primeiro tempo, mas Iran empatou quando o Atlético jogava com 10. Nos acréscimos da etapa final, Dionísio decretou a virada do time de Alagoinhas.

 

Com o resultado, o Bahia caiu para a 2ª posição no Grupo B da Copa do Nordeste, com 3 pontos, sendo ultrapassado pelo Ceará, que empatou com o Fortaleza e chegou aos 4 pontos. Já o Atlético de Alagoinhas contabiliza 4 pontos e saltou para o 2º lugar do Grupo A, três pontos atrás do líder Fortaleza.

O Atlético de Alagoinhas começou melhor a partida, mas foi o Bahia quem abriu o placar. Aos 14 minutos, Marcelo Cirino desviou lançamento de cabeça e deixou Raí na cara do gol. Desta vez, ele não quis enfeitar e deu apenas um toque tirando do goleiro Fábio Lima. Aos 37 minutos, o volante Lucas Alisson dividiu com Ignácio e acertou o braço no rosto do zagueiro. O bandeirinha viu agressão e avisou ao árbitro que aplicou o vermelho direto, expulsão bastante contestada. Mesmo com 10, o Carcará chegou ao empate aos 45 minutos. Em cobrança de falta ensaiada, a defesa tricolor comeu mosca, Gabriel Esteves apareceu entre a zaga, finalizou na trave e no rebote Iran empurrou para a rede.

Se mesmo com um a mais, o Bahia não conseguia se impor, a situação piorou a partir dos 4 minutos do segundo tempo com a expulsão do lateral Matheus Bahia, que chegou atrasado, deu um carrinho acertando a canela de Thiaguinho e levou o vermelho direto. Com 10×10, o Atlético de Alagoinhas foi mais perigoso e criou boas oportunidades, a melhor delas com Miller que perdeu cara a cara com Danilo Fernandes. O Tricolor só acordou nos minutos finais e perdeu um gol incrível com Rodallega, a la Marco Antônio. Aos 44 e 45, o colombiano perdeu outras duas chances claras, ambas as vezes parando no goleiro Fábio Lima. Quem não faz, toma. Aos 47, em boa troca de passes, Dionísio apareceu livre e anotou o segundo.

O Esporte Clube Bahia volta a campo na próxima quarta-feira (09), às 19h15, para enfrentar o Barcelona de Ilhéus, na Arena Fonte Nova, pela 5ª rodada do Campeonato Baiano. Pela Copa do Nordeste, o próximo compromisso é no sábado (12), às 17h45, contra o Globo-RN, também em Salvador. Já o Atlético de Alagoinhas enfrenta o UNIRB, quarta (09), às 21h30, no Estádio Antônio Carneiro, pela 5ª rodada do Baianão. No torneio regional, o Carcará volta a jogar no sábado (12), às 20h, diante do Botafogo-PB, no Estádio Almeidão, em João Pessoa, na Paraíba.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-BA 2 X 1 BAHIA
COPA DO NORDESTE (3ª RODADA)

LOCAL: Carneirão, em Alagoinhas (BA)
DATA E HORA: 05/02/2022 (sábado), 17h45
ÁRBITRO: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)
ASSISTENTES: Lorival Cândido das Flores e Reinaldo de Souza Moura (ambos do RN)

GOLS: Raí (Bahia) / Iran e Dionísio (Atlético-BA)

ATLÉTICO-BA
Fábio Lima, Paulinho, Iran, Bremmer e Matheus; Lucas, Dionísio, Miller e Gabriel; Thiaguinho e Jerry. Técnico: Agnaldo Liz.

BAHIA
Danilo Fernandes; Douglas Borel, Ignácio, Gustavo Henrique e Matheus Bahia; Miqueias, Willian Maranhão, Marco Antônio, Raí e Ronaldo; Marcelo Cirino. Técnico: Guto Ferreira.

Deixe seu comentário!

2 Comentário

  1. Está situação deve persistir e com tendência extrema de ficar na SÉRIE B .. Ontem imprensa divulgou que o BAAAEEEA fica hospedado em hotel 5 extrelas… O CT DIAS D’ÁVILA É ELEFANTE BRANCO que ele BELLLITANI viabilizou… FALA SÉRIO 40 hospedagem… META DELE CLARAMENTE É VENDER O FAZENDÃO LUGAR DE ONDE NUNCA DEVERIAMOS TER SAÍDO ….

  2. Parece que este cara que preside o Bahia foi colocado pra acabar com a instituição ECBAHIA, nunca vi em minha vida um time tão ruim como este, e o banana do presidente sem atitude alguma, se os Quimarães foram a epoca das trevas, com este lezado estamos vivendo a época do Inferno. Cai fora praga ruim.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*