Jacuipense luta, mas perde para o Fluminense na estreia da Copa São Paulo

Jacuipense estreou nesta terça-feira na Copa São Paulo de Futebol Júnior

Inserido no Grupo 6, junto com Fluminense do Rio de Janeiro, Fast Club de Manaus e Matonense da cidade de Matão-SP, o Esporte Clube Jacuipense estreou nesta terça-feira na Copa São Paulo de Futebol Júnior enfrentando justamente o tricolor carioca, o clube de maior expressão do Grupo no Estádio Dr. Hudson Buck Pereira em Matão. O time baiano, ainda que inferior fez um ótimo primeiro tempo controlando o jogo, além disso, contou com a falta de pontaria do time carioca que desperdiçou três chances importantes, porém, aos 30 minutos do segundo tempo, o Fluminense de tanto martelar conseguiu o seu com gol Davi, garantindo a vitória por 1 a 0 sobre o Jacuipense.

 

No outro jogo do Grupo 6 também realizado no Estádio Dr. Hudson Buck Pereira em Matão, o Fast Club surpreendeu e venceu o Matonense pelo placar de 1 x 0. O único gol da partida foi marcado ainda no primeiro tempo, aos 6 minutos, após cobrança de pênalti. Lúcio converteu a penalidade mandando a bola no ângulo, sem chance para o goleiro da Matonense. Na próxima sexta-feira (07), a Matonense tenta a reabilitação, às 13 horas, contra a Jacuipense. Já o Fast Clube encara o Fluminense, às 15h15.

Assim como as edições anteriores o regulamento, 52ª Copa São Paulo de Futebol Júnior promovida pela Federação Paulista de Futebol (FPF) com apoio de empresários do ramo de futebol segue em 2022 com 32 grupos com quatro clubes em cada um. Os dois primeiros avançam de fase para a disputa do torneio em mata-mata, com jogo único e decisão das cobranças na hipótese de igualdade no tempo regulamentar

A competição que é vista e trata como a maior do mundo considerando as divisões de base, tem o Corinthians como o maior vencedor do competição de modo expressivo. O time paulista conquistou no total de 10 títulos, seguido do Fluminense do Rio de Janeiro e Internacional de Porto Alegre, ambos com 5 títulos. Durante os anos de disputas, apenas clubes dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul obtiveram êxito, exceto em 2008 quando o Figueirense comandado pelo técnico Rogério Micale quebrou a sequência.

Deixe seu comentário!

PUBLICIDADE

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*