Paulo Carneiro corre risco de ser expulso do quadro de sócios do Vitória

Mandatário retirou sem autorização dois aparelhos aeróbicos da agremiação e os levou para sua residência

Temporariamente afastado da gestão do Esporte Clube Vitória, Paulo Carneiro pode ser desligado do quadro de sócios da agremiação em função de apropriação indevida de equipamentos do clube. Acima de tudo, o mandatário retirou sem liberação dois aparelhos aeróbicos do clube, os instalando em sua casa. Na quinta-feira (4), ele devolveu os aparelhos.

 

Nesse sentido, uma vez condenado pelo Conselho Deliberativo do Leão da Barra, Paulo Carneiro deve ser autuado pelo artigo 10 do estatuto. O artigo afirma que: “apropriar-se de qualquer quantia, valor ou bem pertencente ao Vitória, poderá ser punido com: advertência escrita, suspensão ou exclusão”.

Paulo Carneiro foi afastado da presidência após acusação de gestão temerária. De acordo com a comissão que investiga a gestão do clube, o mandatário adiantou remunerações que somam R$ 65 mil durante a pandemia, ausência de um contrato entre o clube e a empresa Magnum, que recebeu R$ 3,5 milhões da agremiação, além de passagens pagas para terceiros com dinheiro do Vitória.

Deixe seu comentário!

1 Comentário

1 Trackback / Pingback

  1. Bahia pode ter até quatro retornos para duelo contra o São Paulo

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*