Rodrigo Chagas relata ‘manobra’ do Vitória: “Paulo Carneiro foi sabido”

Treinador aponta que clube baiano encontrou uma "brecha para chegar a um acordo"

FOTO: Pietro Carpi/ECV

O início do segundo semestre de 2021 para o Esporte Clube Vitória evidenciou algumas crises internas no clube. Por exemplo, a demissão em comum acordo do técnico Rodrigo Chagas. Em entrevista ao “ge”, o ex-treinador do Leão da Barra pontuou a sabedoria do presidente Paulo Carneiro para mantê-lo associado a instituição.

 

“Eles acharam uma brecha para esse acordo. O Vitória não me tirou do BID (como treinador) e nem como funcionário do clube porque sabia que poderia precisar de mim. O presidente [Paulo Carneiro] foi sabido. ‘Se eu precisar de mais um treinador, tenho Rodrigo aqui. Eu não perco essa troca’. Pensaram assim.”

Efetivado como técnico da equipe principal do Vitória nas rodadas finais da Série B 2020, Chagas se tornou o quarto treinador a ocupar o cargo na competição do último ano. Revelado pelo Rubro-Negro Baiano, o antigo lateral-direito do Vitória revelou que aceitou a proposta de desligamento por “amor ao clube”.

“Aí entrou o amor que eu tenho pelo clube. Eu não podia ver o Vitória naquela situação. Eu não queria fazer o acordo. Se eu tivesse em qualquer outro clube, talvez não tivesse feito, mas como foi no Vitória, o clube que me colocou como atleta para o Brasil e para o mundo, que me deu oportunidade para ser treinador profissional, eu fiz.”

Como técnico do Vitória em 2021, Rodrigo Chagas comandou o time em 23 jogos. No geral, venceu oito partidas.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*