Meia do Juventude não vê vitória sobre o Bahia como “obrigação”

Meio-campista do time gaúcho valorizou metodologia do novo técnico do clube, Jair Ventura

Foto: Fernando Alves/EC Juventude

Na beira do abismo da zona de rebaixamento, o Juventude está na 16ª colocação, com 29 pontos conquistados. O Santos, primeiro time dentro do Z-4, está com a mesma pontuação, no entanto, com saldo de gols menor. A princípio, a três dias de receber o Bahia, no Estádio Alfredo Jaconi, pela 29ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro 2021, o meio-campista Guilherme Castilho acredita não ser obrigação do time vencer o embate contra um dos concorrentes diretos na luta contra a zona de degola à Série C.

 

“Não diria que é uma obrigação. Lógico que dentro de casa, contra um concorrente direto, a vitória é o resultado ideal. Mas, independente do jogo ser em casa ou fora, entramos para vencer”, enfatiza o jogador.

Apesar da próxima partida ser no próximo sábado (30), às 19h15, o meia destacou as mudanças impostas pelo novo técnico Jair Ventura. Ele estreou no empate diante do Ceará, por 0 a 0, dentro de casa, no último sábado (23).

“Ele mesmo passou que não queria passar muita coisa, pois não haveria muito tempo. Mesmo assim, já colocou algumas das suas ideias e surtiu efeito no jogo. E acho que essa semana vai ser muito importante para abraçar ainda mais a ideia dele. Trabalhar focado no jogo do final de semana para ganhar”, analisou Guilherme Castilho, em entrevista coletiva cedida nesta terça-feira (26).

Juventude e Bahia medem forças no próximo sábado (30), às 19h15, no Estádio Alfredo Jaconi. A partida acontece pela 29ª rodada do Brasileirão 2021.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*