Guto reclama de antijogo do Ceará no empate com o Bahia

"Atrapalha sempre para quem busca o resultado. Mas isso, infelizmente, faz parte da cultura", disse.

Foto - Felipe Oliveira/EC Bahia

Em duelo atrasado da 23ª rodada do Brasileirão, Bahia e Ceará ficaram no empate em 1 a 1 na noite desta quarta-feira, na Arena Fonte Nova. Mendoza abriu o placar para o Vozão aos 8 minutos do 2º tempo, mas Gilberto com um golaço empatou aos 11. Com o resultado, o Bahia permanece na 15ª colocação, com 32 pontos, três pontos acima do Juventude, que abre a zona de rebaixamento, e com dois triunfos a mais. Já o Ceará se manteve em 14º, com 33 pontos. Em entrevista, o técnico Guto Ferreira comentou sobre o antijogo do Ceará, que retardou o rolar da bola em diversos momentos.

 

“Atrapalha sempre para quem busca o resultado. Mas isso, infelizmente, faz parte da cultura. Quem tem que controlar às vezes não controla a altura. Isso sempre vai atrapalhar o jogo, mas é o tipo da coisa: eles usaram hoje, amanhã pode ser nós. Cada um usa as cartas que tem na mão para o jogo”, pontuou.

Questionado sobre um “vacilo” do Tricolor no jogo, Guto minimizou o termo e destacou a qualidade do adversário. “O jogo é jogado. Sempre que existirem os gols, vão usar o termo ‘vacilo’. O adversário foi competente na jogada, assim como fomos no nosso gol. Tivemos próximos de fazer que o mérito foi do goleiro. São circunstâncias. Não dá para levar para o negativo, prefiro levar para as situações positivas”, disse.

Na sequência da competição, o Bahia tem mais um confronto direto. No sábado (30), o Esquadrão enfrenta o Juventude, às 19h15, no Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, pela 29ª rodada.

Deixe seu comentário!

3 Trackbacks / Pingbacks

  1. Vitória se reapresenta e começa preparação para enfrentar a Ponte Preta
  2. Juventude ainda não sabe se contará com artilheiro diante do Bahia
  3. Fábio Mota detalha negociação de Pablo Siles com o Athletico-PR

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*