Ex-técnico do Bahia e Vitória, Jorginho é absolvido após chamar Walter de ‘gordo’

Atacante ex-Vitória, no entanto, foi advertido na Terceira Comissão Disciplinar por tentar agredir o treinador do Figueirense

Foto - Agência Estado

Comandante do Figueirense há dois anos consecutivos, o técnico Jorginho recebeu isenção do julgamento do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), realizado na última quarta-feira (20), por chamar o atacante Walter, do Botafogo-SP, de “gordo”. O caso aconteceu no duelo entre os times, na última rodada da 1ª fase da Série C do Campeonato Brasileiro 2021.

 

Ainda assim, o presidente da Terceira Comissão Disciplinar do STJD, Luís Felipe Procópio optou por punir o comandante com um jogo de suspensão, no entanto, os auditores Éric Chiarello, Rodrigo Raposo e Bruno Tavares seguiram o relator, que desconsiderou as ofensas passíveis de punição disciplinar. Por outro lado, Jorginho foi enquadrado no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) por “conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva”.

Do contrário, Walter sofreu denúncia por causa da tentativa de agressão ao treinador do Furacão do Estreito. Nesse sentido, o jogador recebeu advertência no julgamento do STJD. Em abril deste ano, ele atuou pelo Vitória, onde disputou quatro partidas.

Jorginho treinou o Bahia em duas temporadas, isto é, em 2012 e 2013, onde comandou o Tricolor por 29 jogos. Além disso, um ano depois, treinou o Vitória. Na ocasião, esteve a beira do gramado por 10 vezes.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*