Após derrota para o Santos, Grêmio demite o técnico Felipão

A decisão foi tomada após reunião em São Paulo.

Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Na madrugada desta segunda-feira, o Grêmio anunciou a demissão do saída do Luiz Felipe Scolari em “comum acordo”, horas após a derrota para o Santos por 1 a 0 na Vila Belmiro. A decisão foi tomada após reunião em São Paulo. O treinador vem de uma sequência de quatro jogos sem vitória (derrotas para Athletico, Sport e Santos e empate com o Cuiabá) e enfrentava um ambiente de pressão interna e externa.

 

Junto com Felipão deixam o Grêmio os auxiliares Carlos Pracidelli e Paulo Turra e o preparador físico Anselmo Sbragia. O time será comandado interinamente pelo auxiliar Thiago Gomes na próxima quarta-feira, contra o Fortaleza.

A quarta passagem do técnico pelo clube do coração foi iniciada em 7 de julho, quando foi contratado no lugar de Tiago Nunes e assinou vínculo até o fim de 2022. Felipão estreou no empate em 0 a 0 no Gre-Nal 433. Ao todo, comandou o time por 21 partidas. Foram nove vitórias, três empates e nove derrotas, com 47,6% de aproveitamento. O time marcou 22 gols e sofreu 23 no período.

Deixe seu comentário!

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Palmeiras ganha dois reforços para pegar o Bahia, mas tem sete desfalques
  2. Willian Farias quer Coritiba intenso na reta final da Série B

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*