Sem liberação do público, Bahia estuda alternativas em reunião nesta terça

Outra possibilidade é o Bahia mandar partidas em outro estado.

O governador da Bahia, Rui Costa, em entrevista coletiva cedida na manhã de segunda-feira (27), vetou o retorno do público aos estádios, que estava previsto para acontecer no início do mês de outubro. De acordo com o gestor, a medida tem como fundamento o aumento de 40% no número de casos da Covid-19 no estado nos últimos dias, visto que somente nas últimas 24h, a Bahia registrou 232 novos casos da doença, conforme boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). Diante da não liberação, CBF e clubes da Série A vão dar alternativas ao Bahia em reunião marcada para esta terça na CBF.

 

De acordo com informação do portal Diário do Nordeste, a primeira alternativa a ser apresentada nesta terça é que os times que receberem o Bahia em suas casas atuem sem público enquanto vigorar a proibição de torcida no território baiano. A medida visa a manter a isonomia pregada pelos clubes anteriormente. Outra possibilidade é o Bahia mandar partidas em outro estado. A cidade de Aracaju é cotada para receber o time nos duelos.

Na última reunião, em setembro, 19 equipes – fora o Flamengo – e a CBF decidiram que só haveria retorno dos torcedores quando fosse permitida a presença em todos os estados com times na competição. No momento, há liberação a partir de outubro nos locais onde jogam 19 times – a exceção é o Bahia. O clube baiano deve se pronunciar nesta terça-feira por meio de nota.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*