Índio Ramírez revela conversa para permanecer no Bahia em 2022

Ramírez tem contrato com o Bahia válido até dezembro, com valor fixado

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Contratado no ano passado por empréstimo junto ao Atlético Nacional, da Colômbia, o meia Índio Ramírez não demorou muito para cair nas graças da torcida, porém, quando vivia uma grande fase, sendo um dos destaques do time, sofreu uma grave lesão que o tirou do restante da temporada 2020 e também do primeiro semestre da atual temporada. Após um longo processo de sete meses de recuperação, o colombiano retornou aos treinamentos e se aproxima da volta aos gramados. Em entrevista no programa Jogo Aberto, da Band Bahia, Ramírez falou sobre seu retorno.

 

A parte psicológica, quando machuquei, foi ruim demais. estava no meu melhor momento, ajudando muito o time. Tudo acontece na vida por algo. Para aprender, fortalecer mais a parte que eu não trabalho. Agora trabalho muito forte na academia, fisioterapia. Agora estou melhor do quando estava jogando. A cabeça boa”.

Ramírez tem contrato com o Bahia válido até dezembro, com valor fixado para opção de compra. Questionado sobre sua permanência para 2022, o jogador acredita que ficará no clube e revelou que ouviu da diretoria que existe interesse na sua permanência.

“A diretoria disse que quer que eu fique e acho que vai dar tudo certo. Eu estou focado no trabalho para que a gente fique lá em cima. Quero brigar por vaga no campeonato internacional”.

Natural de Medellín, na Colômbia, Juan Pablo Ramírez Velásquez, de 23 anos, é canhoto, tem 182cm, e surgiu nas divisões de base do Atlético Nacional, se profissionalizando em 2016. Foi emprestado no ano seguinte ao Atlético Bucaramanga, também da Colômbia. Acumula passagens também por outras equipes do mesmo país, como Deportivo Pasto e Leones FC. O jovem atleta também soma convocações para a Seleção Sub-23 do seu país. Chegou ao Bahia com o Campeonato Brasileiro em andamento e rapidamente se transformou em uma das peças mais importantes do time. Índio Ramírez disputou 11 jogos e marcou três golaços pelo Tricolor, contra Flamengo, Corinthians e Internacional.

Deixe seu comentário!

1 Comentário

  1. Obrigação de toda gestão é contratar bem fato que não acontece com está GESTÃO FRACASSADA … Porém este atleta tem sido um dos poucos destaques. Acredito que séria uma boa manter este jogador …

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*