A conta não para! Justiça condena Vitória a pagar R$ 370 mil a ex-meia de 2020

Aos 37 anos, Marcelinho acionou a Justiça, na qual alegou salários atrasados

Foto: Pietro Carpi / ECVitória

O Esporte Clube Vitória vive um voo turbulento na Série B do Campeonato Brasileiro 2021. No entanto, a 17ª posição na zona de rebaixamento incomoda tal qual as ações acumulativas fora de campo, na Justiça do Trabalho. Agora, o clube está condenado a desembolar R$ 370 mil ao meio-campista Marcelinho, que atuou pelo Leão da Barra em 2020.

 

Aos 37 anos, Marcelinho acionou a Justiça, na qual alegou salários atrasados e falta de recolhimento do FGTS. A juíza Michelle Pires Bandeira Pombo, da 26ª Vara do Trabalho de Salvador, proferiu a sentença ao ex-jogador do Rubro-Negro.

Apesar da decisão, publicada na última sexta-feira (9), no Diário Eletrônico do Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT-BA), o Vitória pode recorrer e entrar com recurso para tentar se livrar de mais um problema extracampo.

Vindo do futebol búlgaro em 2020 – com personificação de ídolo -, para o Vitória, Marcelinho chegou ao clube em julho do ano passado, também sob a gestão de Paulo Carneiro. Pelo Leão da Barra, o meia disputou 27 partidas e marcou somete um gol.

Por outro lado, desde abril, Marcelinho joga pelo Manaus, que disputa a Série C do Campeonato Brasileiro. Assim, pela agremiação manauara, ele já disputou 12 jogos e marcou um gol.

Deixe seu comentário!

2 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*