Bahia supera a Chapecoense e assume posto de pior defesa da Série A

Na segunda-feira (30), perdeu para o Fluminense, por 2 a 0, no Estádio Jornalista Mário Filho

Um dos principais problemas do Esporte Clube Bahia no início da temporada, a zagal teve o miolo central reformado. O argentino Germán Conti e Luiz Otávio ganharam a titularidade, após serem contratados para resolverem a problemática. Ainda assim, o Esquadrão de Aço, até a 18ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro 2021 possui a maior quantidade de gols sofridos na competição, com 30.

 

Na segunda-feira (30), perdeu para o Fluminense, por 2 a 0, no Estádio Jornalista Mário Filho (Maracanã). Como resultado, está a frente da Chapecoense, lanterna do Brasileirão, com 29 gols tomados. Em contrapartida, apesar da diferença mínima, o Tricolor e o Verdão do Oeste estão separados por 11 pontos e quatro posições.

“Creio que, defensivamente, saíram dois gols em bola parada. É o coletivo. Não é só a defesa”, apontou o treinador Diego Dabove, em entrevista coletiva após o empate no Rio de Janeiro.

Dessa forma, o time baiano está fora da zona de rebaixamento, na 16ª posição, porém com a mesma pontuação do América-MG (17°), vencendo apenas no número de triunfos. São cinco contra quatro do Coelho.

Além disso, com uma campanha pouco diferente, o Cuiabá (15°), com três pontos a mais do que o Bahia, levou apenas 18 gols.

Em suma, somente pela Série A 2021, a equipe tricolor disputou 18 jogos. Ao todo, conquistou cinco triunfos, três empates e 10 derrotas. Como resultado, possui um aproveitamento geral de 33.3%.

Vale destacar que, no Brasileirão 2020, o Rubro-Negro encerrou a 18ª rodada na 14ª colocação, com 19 pontos ganhos. Na ocasião, possuía cinco triunfos, quatro empates e duas derrotas a menos do que tem nesta edição.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*